Galeria Rio - Um dos maiores dias já surfados no Shorebreak

Time forte de bodyboarders pegou um dos maiores dias já surfados no pico de Copacabana


No dia 26 de janeiro, sexta-feira, verão carioca, as previsões meteorológicas apontavam que existia um swell massivo e com direção propicia para fazer funcionar vários picos no Rio de Janeiro.

Seguindo as previsões, no dia 27, sábado, o mar ganhou bastante tamanno e força, porém o vento sul (que é maral na maioria das praias do Rio) não deu trégua e o surf não rolou como esperado. A boa então foi esperar o dia seguinte, o domingo, dia 28, por que a previsão era de o mar manter o tamanho e de o vento não soprar. E foi isso o que aconteceu.

Eric Poseidon domingo no Shorebreak. Foto: Anderson Guerreiro.

Eric Poseidon domingo no Shorebreak. Foto: Anderson Guerreiro.



Conferindo as condições logo cedo, avistamos ondas em torno de 2m a 2,5m em São Conrado, um mar bem grande e praticamente sem controle. Então eu (Anderson Guerreiro @anderson_guerreiro_photo) parti junto do Eric Poseidon, David Barbosa, Alexandre Cruz (Boquinha), Leo Leite, Caio Araújo e Felipe Perusin para Copacabana, numa empreitada bem insana de tentar surfar o Shorebreak em condições extremas.

Ao chegar em Copacabana nós avistamos ondulações e percebemos que estava com bastante volume. Então fomos para a missão real!

Logo que chegamos no Shorebreak vimos que estava praticamente insurfavavel, devido a correnteza mega forte que não deixava a galera se posicionar no canal, nem eu nem os surfistas.

Mesmo assim a vontade de surfar ondas daquele tamanho era maior que tudo e a galera se jogou. Eles conseguiram surfar três ondas alucinantes. Esse com certeza foi um dos maiores dias surfados no Shorebreak de todos os tempos!

Comentários