Galeria e Vídeo - 2º Surf-Treino 2018 do Arpoador Surf Club

Disputas rolaram no fim de semana dos dias 29 e 30 de setembro


A Associação dos Surfistas do Arpoador – Arpoador Surf Club – ASC realizou nos últimos dias 29 e 30 de setembro a terceira e penúltima etapa do seu circuito local, sendo o 2º Surf-Treino.



No primeiro dia, a direção de prova convocou a nova geração do Rio para disputas nas categorias escolinhas, sub-12, sub-14, e sub-16. A chamada foi feita para o início da tarde (13h), já que estava prevista a entrada de um novo swell de sudeste no decorrer do dia. E se pela manhã o mar estava bem devagar, na segunda metade do dia as ondas foram subindo gradativamente, quebrando com um tamanho divertido para a garotada.

Na competição por equipes formadas pelas escolinhas de surf locais, melhor para a escolinha do instrutor Pablo Becker (1º), deixando em segundo a escolinha Surf-Glória (2º), do instrutor Jean Carlos. Completaram a final a escolinha Montilho Surf Arpoador (3º) e Surf-Sup (4º).

Escolinha Pablo Becker. Foto: Barbara Becker.

Escolinha Pablo Becker. Foto: Barbara Becker.



Na sub-12, um dos expoentes da novíssima geração do Recreio (zona oeste do Rio), João Victor Coutinho (1º), conseguiu a sua primeira vitória na categoria de cima (ele ainda é Petiz), deixando Pedro Ribeiro em segundo, Ramon Kurpan em terceiro, e Rodrigo Serrado, único representante local nas finais individuais GROMS, em quarto lugar na bateria final.

João Victor Coutinho. Foto: Ana Paula Vasconcelos.

João Victor Coutinho. Foto: Ana Paula Vasconcelos.



Na sub-14, a bateria final foi completamente dominada por Derick Silva (1º), que somou 14,27 nas suas duas melhores ondas. Completaram a final Luis Henrique (2º), Marcell Neves (3º), Marcos Paulo (4º), Ruan Antony (5º), e Igor Shibata (6º).

Derick Silva. Foto: Ana Paula Vasconcelos.

Derick Silva. Foto: Ana Paula Vasconcelos.



Na sub-16, a disputa do título ficou acirrada entre dois jovens talentos de picos distantes, um de Niterói (Caio Knappi) e outro do Recreio (Diego Brígido). Melhor para o local de Itacoatiara, Caio Knappi (1º), que já pode ser considerado um frequentador assíduo dos pódios do ASC. Completaram a final Diego Brígido (2º), Rafael Caveirinha (3º) e Derick Silva (4º), este em sua segunda final consecutiva.

Caio Knappi. Foto: Barbara Becker.

Caio Knappi. Foto: Barbara Becker.



Os rankings GROMS estão totalmente abertos, com apenas duas etapas computadas neste ano e a etapa prime (Arpex Surf Groms) ainda para ser realizada.

No segundo dia de competições, domingo, o swell ganhou força virando mais para leste, proporcionando ótimas condições para as categorias adultas.

Na Open, categoria mais disputada do circuito, o domínio dos regular footers continuou, com os cinco primeiros colocados na classificação geral tendo a base com o pé esquerdo na frente da prancha. Os finalistas deram uma aula de surf de backside, horando a tradição local de surfistas como Cauli Rodrigues, Gironso e Luiz Vasconcellos.

Fabiano Passos. Foto: @water_shotx / @leti_araujo.

Fabiano Passos. Foto: @water_shotx / @leti_araujo.



E os três primeiros do ranking mostraram o porquê de estarem disputando o título da temporada, fazendo a segunda final consecutiva e dividindo as três primeiras colocações nesta etapa. Ninguém quer deixar o outro abrir vantagem.

Em sua terceira final neste ano (foi finalista em todas as etapas), o já veterano Fabiano Passos (1º) jogou duro na última bateria, somando 8,67 e 6,83 ao 7,25 de média da primeira fase para derrotar o Marcelo Bispo “Preto-Loro” (2º), que na final somou 8,00 e 6,97 (com 7,43 na fase anterior). Completaram o pódio Anderson Picachú (3º), atual campeão do circuito e sempre muito consistente no Arpoador (também participando das três finais do ano), e Bruno Coutinho (4º), que está voltando de contusão e ainda assim foi o melhor da primeira fase.

Pódio da categoria Open. Foto: Ana Paula Vasconcelos.

Pódio da categoria Open. Foto: Ana Paula Vasconcelos.



Quem vai para a Nicarágua?

A decisão do ranking ficou para a última etapa e agora com um tempero a mais: o campeão Open de 2018 será premiado com uma passagem para a Nicarágua e quatro noites com tudo incluso no MIRAMAR SURF CAMP NICARÁGUA. O lugar é alucinante, vale conferir e sonhar com o prêmio: http://miramarsurfcamp.com/.

Os atuais três primeiros colocados (Fabiano Passos, Marcelo Bispo, e Anderson Picachú) têm boas chances, enquanto o vencedor do OsklenSurfing Arpoador Clássico 18, Rômulo Bula, já está fora da disputa.

A categoria Grand-Master foi dominada de ponta a ponta pelo goofie-footer de Ipanema Pedro Peixoto (1º). Melhor surfista da primeira fase e da final, Pedro agora lidera o circuito com folga, sendo que o único atleta que ainda pode impedir o seu título é o seu amigo Guilherme Penteado, quinto colocado nesta etapa. Para isso, Guilherme precisa vencer a última etapa e torcer para o Peixoto não melhorar o seu pior resultado neste ano, um 6º lugar obtido na primeira etapa. Tarefa muito difícil, mas, não impossível.

Completaram a final nesta etapa três surfistas atacando de backside as esquerdas do Arpex: O atual campeão da categoria, Marcelo Boscoli (2º), Cezar Rodrigues (3º), e Léo Leite (4º).

Pedro Peixoto. Foto: Ana Paula Vasconcelos.

Pedro Peixoto. Foto: Ana Paula Vasconcelos.



O pódio Feminino foi o único dominado por atletas goofies: Mariana Taboada (1º), Ariane Mateik (2ª), Monika Takaki (3ª), e Gabriela Pulcherio (4º). Com duas ondas no conceito bom (6,67 e 6,60), Mari derrotou a sua rival Ariane, que surfou a melhor onda da final (8,10), mas, não conseguiu achar uma segunda onda no conceito regular.

A categoria Feminino é outra categoria que está bem embolada, com quatro atletas com chances de título (Mari Taboada, Monika Takaki, Irene Puerto, e Gabriela Pulcherio).

Mariana Taboada. Foto: Barbara Becker.

Mariana Taboada. Foto: Barbara Becker.



E o MIRAMAR SURF CAMP NICARÁGUA também está oferecendo 4 noites all inclusive para os campeões das categorias Grand-Master e Feminino poderem conhecer esse paraíso de tubos perfeitos e água quente na América Central!

Na categoria Legends Longboard, Gagoo (1º) pegou boas ondas no pico para conseguir a sua segunda vitória consecutiva, deixando o guerreiro Roni Veloso em segundo, Ricardo Sirotsky em terceiro, Gian Cacciola em quarto, e Roberto Mingau em quinto. Com estes resultados, do primeiro (Roni Veloso) ao quinto colocado (Ricardo Sirotsky) do ranking atual todos têm chances de conquistar o título de campeão 2018.

Pódio da categoria Legends. Foto: Ana Paula Vasconcelos.

Pódio da categoria Legends. Foto: Ana Paula Vasconcelos.



A confraternização final foi mais uma vez regada a Cerveja Praya, o que deixou a galera ainda mais amarradona para curtir o pôr-do-sol no berço do surf carioca.

O período de espera da próxima e última etapa do circuito, o Arpex Surf Groms, vai até o final de novembro. Quem quiser participar deve ficar atento à chamada nas mídias sociais do Arpoador Surf Club!

O Arpoador Surf Club agradece a todos que ajudaram a viabilizar este evento, aos atletas e à nossa equipe de trabalho (staff): Guilherme Aguiar (organizador/diretor de prova); Magno Mexicano (produção); Paulo Dolabella (árbitro-chefe), Claudio Alberti (árbitro-chefe); Walther Paes (árbitro); Denílson Tiola (árbitro); Simão Romão (árbitro); Guguinha (árbitro); Ewerton Marques (spotter); Gilberto Pereira (locutor); Renata Mattos (locutora); Roberto Montilho Mé (beach-marshall); Alexandre Silva Rascunho (técnico de som); Jean Carlos (segurança de água); Ítalo Scooby (segurança de água); Bimbo (apoio); Rodrigo Carvalho Tico (apoio); Daniel Quintanilha (videomaker); Ana Paula Vasconcelos (fotógrafa); Bárbara Becker (fotógrafa), e a toda a galera local que apoiou e prestigiou. Muito obrigado!

RESULTADOS

OPEN

1          Fabiano Passos

2          Marcelo Bispo

3          Anderson Picachú

4          Bruno Coutinho

GRAND-MASTER

1          Pedro Peixoto

2          Marcelo Bôscoli

3          Cezar Rodrigues

4          Leo Leite

LEGENDS LONGBOARD

1          Gagoo

2          Roni Veloso

3          Ricardo Sirotsky

4          Gian Cacciola

FEMININO

1          Mari Taboada

2          Ariane Mateik

3          Monika Takaki

4          Gabriela Pulcherio

MIRIM (SUB-16)

1          Caio Knappi

2          Diego Brígido

3          Rafael Caveirinha

4          Derick Silva

INICIANTE (SUB-14)

1          Derick Silva

2          Luis Henrique

3          Marcell Neves

4          Marcos Paulo

5          Ruan Antony

6          Igor Shibata

INFANTIL (SUB-12)

1          João Victor Coutinho

2          Pedro Ribeiro

3          Ramon Kurpan

4          Rodrigo Serrado

ESCOLINHAS

1          PABLO BECKER

2          SURF-GLÓRIA

3          MONTILHO SURF ARPOADOR

4          SURF-SUP

Link para os resultados completos e as notas das baterias: https://goo.gl/WJFtmY

Link para os rankings completos: http://bit.ly/UiWE9d

Visite: www.arpoadorsurfclub.com

O Circuito OsklenSurfing ARPOADOR SURF CLUB 18 é uma realização da associação dos surfistas do Arpoador – Arpoador Surf Club – A.S.C. em parceria com a OsklenSurfing e apoio de:

MIRAMAR SURF CAMP

SILVERBAY

BOARDS CO

CERVEJA PRAYA

ACQUATIC

ART IN SURF

ARTESANAL PRODUTOS NATURAIS

JUÇAÍ ORGÂNICO

CARVER SKATES

NIVANA

Apoio de mídia: RicoSurf

Apoio institucional: Instituto E, FESERJ, e Superintendência Regional da Zona Sul.

Agradecimentos: Casa2imagem, Prefeitura do Rio, 3º SGMAR, 14ª Delegacia De Polícia Civil, 23º Batalhão De Polícia Militar, e Favela Surf Clube.

Comentários