Colunista Paola Simão: O bodyboard e a magia de Itacoatiara

É quase impossível pensar em bodyboard brasileiro e não pensar em Itacoatiara


Uma pequena praia, localizada na cidade de Niterói, no RJ, com 700m de extensão, cercada por montanhas de todos os lados e que possui uma beleza impar , tem o poder de receber grandes e poderosas ondulações , especialmente do quadrante sul, sudoeste que quando encaixa na bancada , proporciona uma máquina de ondas pesadas e perfeitas, fazendo desse lugar o paraíso dos bodyboarders e dos big riders no Brasil.

Nossa colunista testando o power de onde é local, Itacoa - Foto: Aporé de Paula

Para complementar o cenário, existe a temida laje do Shock, uma rasa bancada de pedra que extrapola os limites de qualquer atleta.Pelo oitavo ano consecutivo, Itacoa (como é conhecido pelos locais) recebe de portas abertas, o principal e mais esperado evento da modalidade no país, o circuito mundial de bodyboard masculino, o Itacoatiara PRO e a dois anos também é palco de uma das etapas do circuito brasileiro.

Esse ano, aconteceu um fato inusitado. O evento sempre foi realizado em condições grandes e épicas, levando os atletas ao seus extremos e consequentemente a torcida a loucura. Um grande swell que estava previsto para o inicio da semana teve seu percurso alterado e levou a organização , à tomar a decisão de postergar o evento para os dois últimos dias da janela de espera. Mesmo com a atual tecnologia, não podemos ter a precisão 100% correta da natureza e essas situações fogem do nosso controle.

Paola em Mentawaii - Foto: arquivo pessoal

As medidas foram tomadas, como mudanças no formato da competição e o evento seguiu sem perder seu brilho. Os atletas mostraram de verdade, que são aptos a fazer um show com muito profissionalismo, executando belas e enormes manobras em qualquer condição que o mar apresentar. Esses sim, são os reais protagonistas do esporte, que merecem respeito e reconhecimento diante das entidades, marcas , empresas que muitas vezes pegam carona e se sustentam dessa imagem , sem ao menos investir nada para o crescimento da mesma.

Uri Valadão -  Foto: Tony Dandrea 

Em uma breve conversa com o atual líder do circuito mundial e vice campeão da etapa, o maior local de Itacoatiara dos últimos tempos, Dudu Pedra, nos conta um pouco da importância que esse lugar representa para ele e para o esporte.

“Itacoatiara é muito importante na minha vida, tenho muito orgulho de ter nascido ali, meu avô quem loteou o bairro, então, minha família tem historia nesse lugar. Ter a sorte de crescer ali e aos 10 anos de idade ter ganhado uma prancha de bodyboard, mostra que Deus já estava preparando meu futuro rs...

Dudu Pedra e Tristan Roberts confraternizando durante o mundial de bobyboard em Itacoa - Foto: Tony Dandrea

Para o esporte,só traz benefícios positivos.O lugar já é conhecido mundialmente pelas ondas pesadas, de qualidade e desejada pelos bodyboarders, pois te proporciona alta performance. Muitos atletas locais e de fora, se dedicam para produzir vídeos, imagens e desenvolver um belo material, pois além do forte treino, o local é muito fotogênico. É uma preciosidade do Brasil..” acrescenta Dudu.

Esse evento já faz parte do calendário da cidade e movimenta a economia e o turismo local por todo mês de junho. O bodyboard , assim como os esportes que dependem 100% da natureza , nos coloca nesse desafio, trazendo a magia de estarmos em constante evolução dentro de um ambiente que jamais existirá um dia igual ao outro.

Paola Simão - Instagram @Paola_Simão 

Apoios: Protetor Brazinco   |   Kpaloa  |   Puro Suco

Comentários