http://ricosurf.com.br/themes/ricosurf/

Entrevista - Andrea Lopes fala sobre a situação do surf feminino no Brasil

Autor: Administrador
Data da publicação: 01/09/2016 - 00:03h
Andrea Lopes teve uma carreira vitoriosa no surf. Foto: SuperFrames.

Durante sua trajetória no surfe brasileiro, Andrea Lopes teve como máximas a determinação, o foco e a competitividade. Em seu currículo: Pentacampeã Brasileira Amadora,Tetracampeã Brasileira Profissional, Campeã Pan Americana (Costa Rica e Argentina), além de ter  representado o país diversas vezes no Mundial da ISA Games (ISA – International Surfing Association), fechando seu primeiro ciclo de competições, com o título de vice Campeã Mundial Master em 2010 (Panamá).

Atualmente Andrea se dedica a dar palestras, disputar campeonatos Masters (de SUP e pranchinha), além de tocar sua escola de surf, que também tem um segmento voltado para o alto rendimento.

Na entrevista abaixo ela fala do atual cenário do surfe feminino, surfe nas Olimpíadas, entre outros assuntos. Vale o drop!

Gerson Filho - O que você achou da inclusão do surf nas Olimpíadas?

Andrea Lopes - Achei maravilhoso para o esporte. Era o passo que faltava para o surf! Já estamos lutando por isso há anos e finalmente as gerações futuras e as vertentes do esporte irão colher esse fruto.

Hoje temos campeões mundiais de surf no masculino, mas o feminino perdeu um pouco da força. A que fatores que você atribui a falta de renovação entre as meninas?

Acredito que uma carência de força no tripé: técnico, físico e psicológico. É preciso ser forte para competir. Forte mentalmente! Acho que as meninas não estão preparadas mentalmente.

Andrea Lopes em ação no Recreio. Foto: arquivo pessoal.

Andrea Lopes em ação no Recreio. Foto: arquivo pessoal.



Atualmente você tem uma escola de surfe. Pretende se engajar em projetos de alta performance?

Hoje treino três atletas da categoria sub 14. Pretendo sim treinar um futuro campeão e estar como coach na elite do surf mundial. Competi 27 anos e tenho total know how para isso.

Você acompanha o CT? Caso sim, na sua opinião, qual menina da nova geração está se destacando? E qual "veterana" você acredita que vá oferecer mais resistência ao novo grupo?

Acompanho sim, e admiro o surf e postura da Stephanie Gilmore.

Você continua com uma rotina bem intensa de treinamentos?

Sim. Stand up paddle, cross fit, surf e run.

Andrea Lopes de SUP. Foto: arquivo pessoal.

Andrea Lopes de SUP. Foto: arquivo pessoal.



Que tipo de vivência a escola de surfe te apresentou, que lhe surpreendeu?

Desde que comecei a ensinar o stand up e o surf, primeiramente ensino o mar. Procuro conhecer o cliente e seu universo como ser humano. Percebi que o mar faz transbordar emoções: medo, felicidade, sensação de paz, medo etc. Coloca o adulto, a criança, o ser humano no geral face to face com seus maiores desafios.

Antes de iniciar a escola, eu me formei como coach na Sociedade Brasileira de coach e wellness coach, aprendendo ferramentas para lidar com pessoas e seus desafios e busca de melhoria. Minha intenção naquela época (2010) era trabalhar com empresas, mas como a vida me levou de novo para o mar... uso meu conhecimento de coach para somar com tudo que sei sobre o mar e catalisar meu trabalho como líder coach de uma escola de surf e stand up.

Quando comecei a ensinar, entendi que não era somente ensinar a surfar... passou a ser um ensinamento de vida, uma troca constante com o aluno, e me vi como uma personagem paralela na busca de superação de cada indivíduo. Eu cuido de cada aluno como se fosse único, e colaboro no aprendizado deles e formação de watermans.

Andrea Lopes no pódio do mundial ISA em 2012. Foto: divulgação.

Andrea Lopes no pódio do mundial ISA em 2012. Foto: divulgação.



Apesar de não ser mais surfista profissional, no sentido de correr campeonatos, você se mantém patrocinada. Qual o segredo?

Parceria e disciplina. A GUARAVITON é o patrocinador master da escola. Fazemos um trabalho com o mesmo olhar e objetivo. Estamos crescendo juntos. Este é o caminho que acredito sempre.

Andrea Lopes. Foto: arquivo pessoal.

Andrea Lopes. Foto: arquivo pessoal.



Que mensagem você deixaria para uma brasileira aspirante ao CT e a outras conquistas como surfista profissional?

Aprenda e lidar com vitórias e derrotas sem perder o foco. Olhar de águia no objetivo e disciplina para alcançar.

Você acabou de voltar de El Salvador...curtiu a trip?

Sim, demais. Peguei altas direitas e em breve levarei meus alunos para lá.

Andrea Lopes em El Salvador. Foto: arquivo pessoal.

Andrea Lopes em El Salvador. Foto: arquivo pessoal.



Andrea Lopes 2017?

Como profissional, a escola está crescendo, e estou aprimorando cada vez mais o que me proponho a fazer. Ensinar a surfar e ensinar o que sei sobre o mar. Minha equipe é uma família, trabalhamos dia a dia para que todos fiquem felizes.

Por Gerson Filho





  • Notícias relacionadas

  •  

Outras notícias de Entrevistas







Carregando dados...

mail

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos, promoções e novidades do portal .com



© 2017. Todos os direitos reservados
  • Acompanhe o Ricosurf