http://ricosurf.com.br/themes/ricosurf/

Mundial de Longboard: Chloé Calmon e Rodrigo Sphaier avançam na China

Autor: Administrador
Data da publicação: 06/12/2016 - 11:29h
Chloé Calmon emplacou a melhor média do dia. Foto: divulgação WSL.

O World Longboard Championship, evento que definirá os campeões mundiais de longboard - feminino e masculino -  deu início às baterias entre os homens, na madrugada dessa terça-feira, 6 de novembro, em Riyue Bay, na Ilha Hainan, no sul da China. As baterias estão sendo disputadas em ondas bem pequenas, com cerca de meio metro. No  round 1, em que não há eliminações, o campeão mundial Phil Rajzman foi o primeiro brasileiro a entrar em ação. Phil marcou 11.67 pontos, e terminou sua estréia em terceiro. A  bateria foi vencida por Antonie Delpero (15.50), seguido por Martin Coret (13.70).

Jeferson Silva ( 11.90) também não conseguiu avançar, com Thomas King (13.60) levando a melhor, deixando Aurelien Meynieux ( 10.63) em terceiro. Outro brazuca que não  avançou foi Augusto Olinto (11.33). Sua bateria foi vencida por Timothee Creignou 13.93; e em segundo ficou Cole Robbins ( 13.63).

Rodrigo Sphaier caiu na terceira bateria e fez as honras da casa. Somando duas ondas acima de oito, Sphaier emplacou 16.57, deixando o americano David Arganda ( 11.57) em segundo e Masaya Tsukamoto ( 9.53) em terceiro.O Peruano Piccolo Clemente vencedor do evento em 2015, fez o dever de casa ao emplacar a excelente média de 15.93 de 20 possíveis e segue defendendo o título. O primeiro round não é eliminatório, e agora os brasileiros seguem para as repescagens.

CHLOÉ É DESTAQUE - Entre as mulheres todo o primeiro round foi concluido, e nossa única representante, Chloé Calmon fez bonito. Apontada como um dos destaques do evento, a carioca não teve vida fácil enfrentando a ex campeã mundial Kelia Moniz e a californiana Karina Rozunko. Calmon passou em primeiro emplacando excelentes 16.83, melhor média do evento até o momento.

"Eu sempre procuro pegar o máximo de ondas possíveis, e nessa bateria funcionou", disse Chloé. "Tentei garantir a pontuação no início da bateria para conseguir relaxar. As séries estavam demorando muito mas minha tática funcionou. Eu ainda estava bem nervosa no final, porque sabia que a Kelia e a Karina poderiam virar a qualquer momento caso a onda viesse. Então consegui usar bem a prioridade e deu certo. A China é como uma segunda casa para mim. Fico muito tempo aqui treinando. Cheguei há algumas semanas e estou me sentido bem confortável surfando, o que é muito bom", comemora Calmon.

Mais informações no site do evento.

Por Gerson Filho





  • Notícias relacionadas

  •  

Outras notícias de LongBoard







Carregando dados...

mail

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos, promoções e novidades do portal .com



© 2017. Todos os direitos reservados
  • Acompanhe o Ricosurf