Mundial de Long 2019 - Dia ruim para os brasileiros em Noosa

Todos os quatro brasileiros que competiram no primeiro dia do evento foram eliminados


Começou nesta quinta-feira o Longboard Tour 2019, o circuito da elite do surf dos pranchões, e o dia na Austrália não foi bom para os brasileiros. As disputas rolaram em ondas pequenas, mas perfeitas no pico de First Point, em Noosa, Queensland, e os quatro atletas tupiniquins que competiram foram eliminados.

First Point. Foto: WSL / Barripp.

First Point. Foto: WSL / Barripp.



Carlos Bahia e Gabriel Nascimento se despediram do evento na segunda fase, e Eduardo Bagé e Jefson Silva perderam no round 3.

O Brasil ainda segue com três brasileiros vivos no evento entre os homens. Wenderson Biludo e Rodrigo Sphaier vão estrear na terceira fase e Phil Rajzman na quarta.

O destaque do dia foi o norte-americano Troy Mothershead, que marcou a maior nota (8,17) e o maior somatório (14,94) da quinta-feira. Troy estreou na primeira fase, passou três baterias e já está classificado para o quarto round. A melhor apresentação do dia foi no round 2.

Harrison Roach (AUS). Foto: WSL / Barripp.

Harrison Roach (AUS). Foto: WSL / Barripp.



Feminino

Apenas a fase 1 do evento feminino rolou neste primeiro dia de disputas. Nenhuma brasileira competiu. Chloé Calmon, Atalanta Batista e Monique Pontes vão estrear no segundo round.

Kelia Moniz (HAW). Foto: WSL / Barripp.

Kelia Moniz (HAW). Foto: WSL / Barripp.



Próxima chamada

A próxima chamada para o evento acontece nesta sexta-feira na Austrália, fim de tarde desta quinta-feira para nós brasileiros, às 17h.

Assista as disputas AO VIVO.

Comentários