CT Tahiti 2017 - Ian, Adriano, Italo e Medina vencem na estreia

Os quatro brasileiros foram bem e avançaram direto para a terceira fase


Começou com ondas ruins, mas elas melhoraram... um pouco. Foi assim o primeiro dia do CT Tahiti 2017 que teve início em esquerdas de até 1,5m de altura com formação ruim, praticamente sem tubos, mas que foram ganhando qualidade com o passar do dia.

Adriano de Souza conquistou a primeira vitória brasileira no evento. Foto: WSL / Kelly Cestari.

Adriano de Souza conquistou a primeira vitória brasileira no evento. Foto: WSL / Kelly Cestari.



Dos nossos nove brasileiros na competição, quatro venceram na primeira fase e avançaram direto para o round 3. Quatro ainda vão ter uma nova chance na repescagem e Filipe Toledo está fora.

Assista tudo AO VIVO.

O melhor atleta do dia foi Ian Gouveia, que competiu no último duelo do primeiro round e que fez o maior somátório: 15 pontos (7,83 e 7,17). Ian deixou o taitiano Michel Bourez em segundo e o português Frederico Morais em terceiro.

Já Adriano de Souza foi o primeiro atleta tupiniquim a vencer na etapa, e foi com as manobras, já que os barrels não estavam rodando no início do dia. A bateria foi muito fraca e o norte-americano Nat Young perdeu precisando de apenas 3,61 para avançar, e o australiano Bede Durbidge somou apenas 3,63 nas suas duas melhores apresentações.

Na batalha seguinte, a terceira do evento, Italo Ferreira achou o primeiro barrel de qualidade da competição, arrancou 7,67 dos juízes e superou os australianos Owen Wright (2º) e Josh Kerr (3º).

Ítalo Ferreira. Foto: WSL / Kelly Cestari.

Ítalo Ferreira. Foto: WSL / Kelly Cestari.



As ondas foram melhorando e no nono duelo Gabriel Medina mostrou mais uma vez o quanto é um adversário perigoso na onda de Teahupoo. Começou pegando dois tubos numa única esquerda que valeram 7,33 pontos. Depois, com manobras rápidas e pontentes, completou seu somatório de 14,06 na vitória sobre o australiano Stuart Kenney (2º) e sobre o também brasileiro Caio Ibelli (3º), que dificuldades na disputa.

Outras derrotas brasileiras

Além de Caio, os brasileiros Jadson André, Wiggolly Dantas e Miguel Pupo também perderam e vão participar da repescagem. A derrota mais sofrida na primeira fase foi a de Wiggolly, que perdeu precisando de apenas 1,56 pontos para avançar. Quem levou a melhor nessa foi o australiano líder do ranking Matt Wilkinson.

Filipinho e Miguel perderam para um empolgado Adrian Buchan (AUS), que surfou o melhor tudo até agora (8,83). E Jadson abriu o dia com boas manobras, mas o australiano Joel Parkinson controlou as ações e venceu.

Filipe na repescagem

Filipinho foi o primeiro e único atleta tupiniquim a competir na repescagem nesta sexta-feira. A terceira disputa da fase foi muito fraca de ondas e só foi decidida em "marolas" no final. Melhor para o australiano Ethan Ewing que achou um barrel rápido e venceu por 10,06 a 6,56 pontos.

Próxima chamada

A próxima chamada aconteceu neste sábado às 14h30 no horário de Brasília.

Confira as disputas AO VIVO. Veja todos os RESULTADOS.

Veja também:


Comentários