CT Taiti 2019: Medina é vice e Owen leva etapa

O australiano Owen Wright venceu a etapa haitiana do circuito da WSL 2019, finalizado nesta quarta-feira, 28 de agosto


 

Owen vindo entocado. Dessa vez Medina ficou com o vice - Foto: WSL

O australiano Owen Wright venceu a etapa haitiana do circuito da WSL 2019, finalizado nesta quarta-feira, 28 de agosto, em ondas com cerca de 8 a 10 pés, nos tradicionais cilindros de Teahupoo, no Taiti. Gabriel Medina foi o vice campeão da etapa, e agora é o quarto colocado e Filipinho lidera o circuito da WSL. Owen é um dos caras que quando acertam o pé nos tubos para a esquerda, são difíceis de de serem batidos, mesmo para surfistas como Medina, que o venceu em 2018 no mesmo evento.

O australiano optou por pegar algumas ondas menores, mesmo sem estar com a prioridade, e conseguiu entubar bem deep para fazer as melhores notas e finalizar em primeiro.

A final começou com ondas inconstantes, mas à medida que foi se desenrolando, séries sólidas e tubulares entraram, e o que se viu foi uma batalha com belos momentos.

Owen e Medina são companheiros de equipe - Foto: WSL

Na metade da bateria para o final, Owen ficou um pouco mais na “rebarba” e, mesmo sem a prioridade, quando Medina deixou passar uma onda, ele pegou uma bela onda e soube tirar o que os juízes querem ver: tubo profundo! Resultado: 9,17. Depois engatou a quinta e jogou 7,90 - nota que fez, merecidamente, Owen campeão da etapa.

BRIGA PELA LIDERANÇA – Com a vitória no Tahiti Pro apresentado pela Hurley, Owen Wright subiu da 12.a para a oitava posição no ranking e reuniu chances matemáticas de brigar pela liderança na etapa da piscina de ondas do Surf Ranch, onde Medina foi o campeão no ano passado, com Filipe Toledo em segundo lugar. Só que as possibilidades são bem remotas para o australiano, pois já precisa da vitória e torcer pelo tropeço dos que estão à sua frente.

Medina mostra sua técnica para atrasar - Foto: WSL

A disputa pela ponta agora ficou ainda mais acirrada, principalmente entre os quatro primeiros colocados. Para ultrapassar os 36.600 pontos do novo líder, Filipe Toledo, o vice Jordy Smith, o terceiro colocado Kolohe Andino e o quarto, Gabriel Medina, precisam de um nono lugar no Freshwater Pro, desde que Filipe seja o último colocado, o que é bastante improvável de acontecer. Já o potiguar Italo Ferreira, que caiu da quarta para a sexta posição, tem que chegar nas semifinais, assim como o japonês Kanoa Igarashi em sétimo lugar.

PRÓXIMAS ETAPAS – Depois do Freshwater Pro em setembro no Surf Ranch, restarão apenas mais três etapas do World Surf League Championship Tour para definir o campeão mundial de 2019. As próximas serão o Quiksilver Pro France, de 03 a 13 de outubro em Hossegor, seguido pelo Meo Rip Curl Pro Portugal nos dias 16 a 28 do mesmo mês em Peniche, última parada antes do Billabong Pipe Masters fechar a temporada nos dias 08 a 20 de dezembro no Havaí, onde Gabriel Medina festejou o bicampeonato mundial com vitória nos tubos de Pipeline.

Confira os resultados das semifinais:

1 - Owen Wright 15,67 x 10,66 Jordy Smith
2 - Gabriel Medina 11,16 x 7,03 Seth Moniz

Confira os resultados das quartas de final:

1 - Jadson Andre (BRA) 16,67 x 19,07 Owen Wright (AUS)
2 - Adriano de Souza (BRA) 8,67 x 14,06 Jordy Smith (AFS)
3 - Jeremy Flores (FRA) 2,50 x 11,77 Gabriel Medina (BRA)
4 - Seth Moniz (HAV) 15,60 x 12,83 Caio Ibelli (BRA)

RANKING 2019 WSL:

01: Filipe Toledo (BRA) – 36.600 pontos

02: Jordy Smith (AFR) – 35.450

03: Kolohe Andino (EUA) – 35.175

04: Gabriel Medina (BRA) – 34.695

05: John John Florence (HAV) – 32.690

06: Italo Ferreira (BRA) – 31.280

07: Kanoa Igarashi (JPN) – 30.780

08: Owen Wright (AUS) – 27.365

09: Seth Moniz (HAV) – 22.885

10: Kelly Slater (EUA) – 22.385

11: Julian Wilson (AUS) – 21.460

11: Ryan Callinan (AUS) – 21.460

13: Michel Bourez (TAH) – 21.250

14: Jeremy Flores (FRA) – 20.120

15: Conner Coffin (EUA) – 18.695

16: Deivid Silva (BRA) – 17.270

17: Wade Carmichael (AUS) – 17.065

18: Caio Ibelli (BRA) – 16.415

19: Willian Cardoso (BRA) – 15.280

20: Michael Rodrigues (BRA) – 14.990

21: Joan Duru (FRA) – 14.215

21: Peterson Crisanto (BRA) – 14.215

Comentários