ISA: Medina estreia em dia de recorde nos Jogos Mundiais de Surf

OLIMPIADAS


 

Gabriel Medina  -  Foto: divulgação

A quarta-feira do ISA Jogos Mundiais de Surf em Kisakihama, Miyazaki, Japão,foi marcada por ondas menores, recorde masculino e a estréia brasileira que faltava: a do dono de dois títulos e atual campeão mundial Gabriel Medina, que na trigésima quarta bateria igualou a vitória dos companheiros Filipe Toledo e Italo Ferreira do dia anterior.Medina somou 13,5 pontos e com público já maior durante sua primeira apresentação contabilizou as maiores palmas do dia, especialmente ao executar manobra aérea na sua melhor onda, pontuada em 7,33.

Medina bateu todos os recordes -  Foto: divulgação

Na torcida

As pequenas ondas do quinto dia do ISA Jogos Mundiais de Surf no Japão, tiveram qualidade e constância apenas na estrutura principal do evento que reúne 55 países sendo agora só de disputas masculinas, a exceção da quarta-feira foi o confronto de quartetos mistos "Aloha Cup", vencido pela Austrália que não teve o Brasil entre os sete adversários. Mesmo encerrada a disputa feminina, permanece em Miyazaki a maioria das surfistas que competiram, a exemplo da brasileira vice campeã Silvana Lima. Silvana, provisoriamente tem a última de oito vagas entre as que se classificam pelo tour mundial WSL. Mas antes de ir à etapa americana, e aguardando um previsto pódio da seleção domingo, Silvana passou a atuar como torcedora no time do Brasil, o líder após o vice dela, o quinto de Tatiana Weston-Webb e o vigésimo-quinto de Tainá Hinckel.

 

Silvana Lima no pódio -  Foto: divulgação

Recorde ao sol nascente

Tão logo o sol nasceu a vigésima nona bateria foi ao mar para o japonês Shun Murakami estabelecer incríveis 16,5 pontos de média ao somar a melhor nota da prova, 8.83, e ter 7.67 como pontuação da segunda maior. Na bateria seguinte, a de número 30, o ritmo continuou intenso (embora as ondas não) e o alemão Leon Glatzer terminou sua apresentação com notas 7.53 e 7.33 que somadas lhe dão o quarto melhor total das estatísticas masculinas, 14.86.

Glatzer fica atrás apenas do recordista absoluto do dia e dos homens em geral Shun, e da dupla que ontem também passou dos 15 pontos, o português Vasco Ribeiro e o marroquino Ramzi Boukhiam. que buscam garantir, respectivamente, a vaga continental para Tóquio 2020 da Europa e Ásia oferecida na prova, que também garantirá um representante da Oceania e África na próxima olimpíada.

Medina manda um alo para a torcida - Foto: divulgação

Estatísticas gerais masculinas:

29 Shun Murakami JPN |8.83+7.67| 16.50

7 Vasco Ribeiro POR |8.50+6.77| 15.27

9 Ramzi Boukhiam MAR |8.23+6.83| 15.06

30 Leon Glatzer GER |7.53+7.33| 14.86

14 Vicente Romero ESP |7.67+7.00| 14.67

27 Manuel Selman CHI |7.40+7.20| 14.60

11 I Ketut Agus Aditya INA |8.10+6.43| 14.53

13 Kanoa Igarashi JPN |7.77+6.73| 14.50

2 Filipe Toledo BRA |8.00+6.27| 14.27

10 Billy Stairmand NZL |7.83+6.30| 14.13

11 Frederico Morais POR |7.50+6.63| 14.13

1 Julian Wilson AUS |8.00+6.10|

Comentários