OK Fiji Pro 2017 - Adriano, Wiggolly, John John e Jordy fora

Apenas dois dos 10 primeiros colocados ainda seguem na disputa.


A quinta etapa do CT 2017, o OK Fiji Pro, finalmente foi reiniciada nesta terça-feira em Fiji e os líderes do ranking deram adeus à prova.

Em condições ruins para o que se espera de Cloudbreak, com ondas de pouco mais de 1m, o atual líder e dois surfistas que estavam empatados em segundo lugar perderam e estão fora do evento, assim como Wiggolly Dantas. O Brasil segue na prova com apenas dois surfistas que não competiram nesta terça.



O havaiano John John Florence, que chegou em Fiji no topo do ranking, foi surpreendido pelo novato no tour Leonardo Fioravanti. A bateria começou com uma forte disputa de remada, e quem surfou primeiro foi John John, que abriu com uma nota 7 após rasgar e bater forte de backside na esquerda de Cloudbreak.

Assista aos MELHORES MOMENTOS.

Mas o italiano achou ondas melhores e, também de backside, surfou vertical e com potência para conquistar as quatro melhores notas do confronto, sendo 8,50 e 8,33 as que entraram no somatório. O havaiano perdeu precisando de 9,83 para vencer. Essa foi a primeira vitória de Leonardo no CT.


Leonardo Fioravanti. Foto: WSL / Kelly Cestari

Com a derrota do líder, o caminho ficou aberto principalmente para Jordy Smith e Adriano de Souza, que chegaram em Fiji empatados em segundo lugar com o já eliminado no evento Owen Wrigh.

Porém no confronto seguinte Jordy caiu para um empolgado Joan Duru, que fez a maior nota do dia (9,20) em sua primeira onda ao executar nove manobras de frontside. O francês ainda conquistou 8,40, conquistou também o maior somatório da terça-feira (17,60) e deixou o sul-africano precisando de 17,61 para reverter o resultado.


Joan Duru. Foto: WSL / Kelly Cestari.



Então o caminho ficou livre para Adriano de Souza, mas o brasileiro também perdeu, só que numa bateria disputada. O australiano Stuart Kennedy fez uma boa escolha de ondas e abriu vantagem com 8,00 e 6,83, porém o brasileiro iniciou uma reação com 7,33 que o deixou na necessidade de 7,51 para vencer.

Nos instantes finais Adriano partiu para a virada e após rasgar, pegar um tubo e dar um floater fechou a apresentação com uma batida na junção em que teve dificuldade para completar. Os juízes deram apenas 7 pontos e o campeão mundial de 2015 foi eliminado.


Adriano de Souza. Foto: WSL / Ed Sloane.



O único atleta que segue vivo na prova e que pode tirar a liderança de John John é o australiano Matt Wilkinson, que é o atual número 5 do ranking e que precisa da vitória para ir para o topo.

Wiggolly também fora

Além de Adriano de Souza, o Brasil também perdeu nesta terça-feira Wiggolly Dantas, que disputou a 11ª bateria da fase 3. O havaiano Sebastian Zietz começou melhor, mas o brasileiro chegou perto da virada com a melhor nota do confronto, 7,63, quando precisava de 7,77 pontos.

Patrocinador eliminado

O norte-americano Kelly Slater, dono da marca Outerknown que patrocina o evento, também foi eliminado. O 11 vezes campeão mundial deu adeus a prova após perder para o australiano Connor O’Leary numa bateria que teve poucas ondas.


Connor O'Leary. Foto: WSL / Kelly Cestari. 



Brasileiros no round 4

Com os resultados desta terça-feira o Brasil segue com apenas dois surfistas vivos na prova. Italo Ferreira e Ian Gouveia, que não competiram hoje, vão defender a bandeira verde e amarela nas duas baterias iniciais da quarta fase.

Ian está no primeiro duelo contra os australianos Julian Wilson e Matt Wilkinson, e Italo, no segundo, vai pra cima do taitiano Michel Bourez e do italiano Leonardo Fioravanti.

Próxima chamada

A próxima chamada para o OK Fiji Pro 2017 acontece na manhã de quarta-feira em Fiji, tarde desta terça no Brasil, às 16h, pelo horário de Brasília.

Assista as disputas AO VIVO.

Previsão das ondas

O prazo para a realização do evento vai até a sexta-feira no país da Oceania, quinta no Brasil, e os dias que terão as melhores condições serão os dois últimos. As maiores ondas vão quebrar na sexta-feira e elas podem chegar aos 15 pés de face na bancada de Cloudbreak durante a tarde.

Round 3

1: Ian Gouveia (BRA) 15,66 x 15,26 Owen Wrigth (AUS)

2: Julian Wilson (AUS) 15.04 x 10.20 Frederico Morais (POR)

3: Matt Wilkinson (AUS) 16.84 x 5.67 Miguel Pupo (BRA)

4: Ítalo Ferreira (BRA) 15,83 x 15,47 Gabriel Medina (BRA)

Baterias desta terça-feira

5: Michel Bourez (PYF) 13.53 x Mick Fanning (AUS) 11.20

6: Leonardo Fioravanti (ITA) 16.83 x John John Florence (HAW) 13.33

7: Joan Duru (FRA) 17.60 x Jordy Smith (ZAF) 11.73

8: Connor O’Leary (AUS) 10.74 x Kelly Slater (USA) 10.34

9: Joel Parkinson (AUS) 15.30 x Jeremy Flores (FRA) 13.84

10: Bede Durbidge (AUS) 16.10 x Kolohe Andino (USA) 11.90

11: Sebastian Zietz (HAW) 12.93 x Wiggolly Dantas (BRA) 12.80

12: Stuart Kennedy (AUS) 14.83 x Adriano de Souza (BRA) 14.33

Round 4

1: Ian Gouveia (BRA), Julian Wilson (AUS), Matt Wilkinson (AUS)

2: Italo Ferreira (BRA), Michel Bourez (PYF), Leonardo Fioravanti (ITA)

3: Joan Duru (FRA), Connor O’Leary (AUS), Joel Parkinson (AUS)

4: Bede Durbidge (AUS), Sebastian Zietz (HAW), Stuart Kennedy (AUS)

Ricosurf / Por Carlos Matias

Comentários