OK Fiji Pro 2017 - Ítalo e Ian dão show e avançam; Medina e Pupo eliminados



Owen mostrou sua técnica, mas perdeu para Ian Gouveia.
Foto: WSL / Ed Sloane

Mesmo com as condições aparentemente ficando um pouco mais difíceis, Kieren Perrow decidiu por começar o round 3 do OK Fiji Pro, logo após as repescagens.

Decisão acertada. Mesmo sendo um desafio achar as boas, os oito atletas que compuseram as quatro baterias do round 3 e que foram para a água ontem, não decepcionaram.

Desses oito, quatro brasileiros competiram nesse round que é eliminatório. Ian Gouveia e Ítalo Ferreira avançaram, já Medina e Miguel Pupo deram adeus a competição, ficando com a 13ª colocação no evento e 1.750 pontos no ranking.

Grata surpresa 


Já na abertura do round, bateria goofy footer entre o estreante Ian Gouveia e o campeão de Fiji em 2015, Owen Wrigth.

Ian começou forte e dominou praticamente toda a bateria, com notas 8.33 e 7.33, surfando muito bem, encaixando bons tubos e manobrando muito forte e com precisão.

Owen precisava de um 9.34 e, faltando 25 segundos para o fim, o australiano, com a prioridade, pegou uma excelente onda, entubou e manobrou até o inside e deixou todos na expectativa da nota.

Mas, para felicidade de Ian Gouveia, Owen recebeu um 8.93 e não conseguiu a virada. Excelente vitória do brasileiro em sua primeira participação neste evento, e logo contra um dos mais talentosos surfistas em Fiji.


Ian entocado para vencer Owen Wrigth. Foto: WSL / Ed Sloane



Na bateria seguinte, Julian Wilson não tomou conhecimento do português Frederico Morais e é outro que avança para o round 4.

Na terceira bateria, Miguel Pupo não conseguiu repetir suas últimas boas performances e foi dominado do início ao fim por Matt Wilkinson, perdendo por um placar de 16.84 contra 5.67.

Duelo emocionante e baixa precoce


Na quarta e última bateria do round 3 do dia, duelo brasileiro e goofy footer. Gabriel Medina contra Ítalo Ferreira. Esse duelo, inclusive, já virou um clássico, com o potiguar levando vantagem no confronto direto contra Medina.

E dessa vez não foi diferente. Na melhor e mais disputada bateria do dia, Ítalo Ferreira, mesmo com Gabriel tendo tirado a maior nota do heat, dominou praticamente de ponta a ponta as ações.

Ítalo começou forte e abriu as disputas com um 7.83; logo depois, Medina pegou uma bela onda e arrancou 8.10 dos juízes, ficando com a liderança.

Mas na sua quarta onda, Ítalo contou com um erro de prioridade de Medina e fez sua melhor nota.

Depois de sair de um ótimo tubo, o potiguar finalizou com uma manobra muito forte de borda e conseguiu assumir a liderança com a onda avaliada em 8.0 pontos.

O erro custou caro à Medina que pouco pode fazer até o final do heat.

Mas, faltando 20 segundos, Gabriel precisando de um 7.73, achou uma boa esquerda, tirou um tubo curto, manobrou muito bem até o final da onda e ficou na expectativa da virada.

Com os dois atletas já nos barcos, a ansiedade tomava conta no aguardo das notas.

Depois de reverem algumas vezes o replay, os juízes avaliaram a onda em 7.37 e Medina (precocemente) está eliminado do OK Fiji Pro.

Ítalo, que volta de lesão após mais de dois meses parado, mostra que está preparado para o resto do Tour e vem demonstrando um surf muito forte e consistente neste evento.


Ítalo e sua proteção no tornozelo. Foto: WSL / Ed Sloane



Uma nova chamada acontece às 16h desta segunda feira, no horário de Brasília, para dar continuidade ao round 3 e possivelmente finalizar o round 4.


Baterias do round 3

Heat 1: Owen Wrigth (AUS) 15.26 x 15.66 Ian Gouveia (BRA)

Heat 2: Julian Wilson (AUS) 15.04 x 10.20 Frederico Morais (POR)

Heat 3: Matt Wilkinson (AUS) 16.84 x 5.67 Miguel Pupo (BRA)

Heat 4: Gabriel Medina (BRA) 15.47 x 15.83 Ítalo Ferreira (BRA)

Heat 5: Mick Fanning (AUS) x Michel Bourez (PYF)

Heat 6: John John Florence (HAW) x Leonardo Fioravanti (ITA)

Heat 7: Jordy Smith (ZAF) x Joan Duru (FRA)

Heat 8: Kelly Slater (EUA) x Conner O'Leary (AUS)

Heat 9: Joel Parkinson (AUS) x Jeremy Flores (FRA)

Heat 10: Kolohe Andino (EUA) x Bede Durbidge (AUS)

Heat 11: Sebastian Zietz (HAW) x Wiggolly Dantas (BRA)

Heat 12: Adriano de Souza (BRA) x Stuart Kennedy (AUS)



Baterias do round 2


Heat 1: Kolohe Andino (EUA) 13.50 x 4.16 Tevita Gukilau (FJI)

Heat 2: Joel Parkinson (AUS) 10.66 x 10.33 Yago Dora (BRA)

Heat 3: Sebastian Zietz (HAV) 18.43 x 9.53 Bino Lopes (BRA)

Heat 4: Adrian Buchan (AUS) 11.87 x 12.26 Leonardo Fioravanti (ITA)

Heat 5: Kelly Slater (EUA) 15.53x 9.00 Ethan Ewing (AUS)

Heat 6: Conner Coffin (EUA) 10.30 x 13.00 Joan Duru (FRA)

Heat 7: Wiggolly Dantas 14.77 (BRA) x 12.27 Jadson André (BRA)

Heat 8: Jeremy Flores (FRA) 17.57 x 11.10 Nat Young (EUA)

Heat 9: Ezekiel Lau (HAV) 9.10 x 10.74 Stuart Kennedy (AUS)

Heat 10: Kanoa Igarashi 7.13 (EUA) x 15.10 Ian Gouveia (BRA)

Heat 11: Jack Freestone (AUS) 9.23 x 12.00 Miguel Pupo (BRA)

Heat 12: Josh Kerr (AUS) 9.90 x 13.10 Bede Durbidge (AUS)


Ricosurf / Por Iuri Corsini

Comentários