Os melhores posts e algumas fotos desse mega swell de inverno

Selecionamos algumas das melhores imagens desta sexta e sábado com tudo o que rolou no maior swell do ano.


O mega swell de inverno que estava previsto para chegar na sexta de fato se confirmou, e vários picos, principalmente as lajes escondidas, quebraram pesados por dois dias seguidos.

A ansiedade era grande, pois tudo estava indicando um swell histórico. Mesmo alguns lugares não quebrando como muita gente pensou, teve show de surf em vários pontos pela costa carioca.

Aqui separamos tudo o que de melhor rolou no Instagram nesta sexta e sábado.

Para começar, essa que talvez tenha sido a onda mais impressionante até agora divulgada desse swell. O feito aconteceu sexta (11), em uma das muitas lajes de Angra dos Reis:

 

Repost @surfline "We said it'd be pumping: here @pedrocaladoo , an hours ago in Brazil.

Uma publicação compartilhada por Igor Hossmann (@igorhossmann) em


Se ontem a barca formada por Marcelo Trekinho, Felipe "Gordo" Cesarano, Sthephan Figueiredo, Pedro Calado, Paulo Curi, Igor Hossman, Henrique Pinguim e cia, foi pro pico de direita, neste sábado a galera foi atrás de uma "esquerdinha" nada amigável.


Mas não foi só em Angra que as lajes bombaram. Em algum slab por aí, Dudu Pedra botou pra baixo e saiu nessa publicação animal!

 

Hoje procuramos elas, talvez achamos ou talvez não!!!! @dudupedra

Uma publicação compartilhada por Aporefotografia (@aporeprodutor) em


Já na capital do Rio, as condições não eram das melhores. Na Zona Oeste, um dos únicos picos em que a galera XXL botou pra baixo foi no Posto 11 do Recreio. 


O melhor do swell ficou na Zona Sul; mais especificamente no Arpoador. Ondas de 2,5 metros e algumas séries maiores, lineup lotado e calçadão tomado de gente, fizeram do Arpex o palco principal desse swell, no que mais parecia um evento de surf mundial, tamanha era a euforia dos que estavam acompanhado de longe o que acontecia no outside do berço do surf brasileiro.


Arpoador quebrou bonito neste sábado. Foto: Ricosurf / Iuri Corsini.

Um dos picos raros de rolar e que a galera estava na expectativa de ser dessa vez, a esquerda da cabeceira da pista do Santos Dumont e a "Besta", numa laje na Baía de Guanabara, não quebraram do jeito dessa vez. Mas ainda assim, rolou um balanço, que também é coisa rara de acontecer. 


A Besta, na Baía de Guanabara, não quebrou do jeito certo. Foto: Ricosurf / Iuri 

Esquerdinha do Santos Dumont:


A cabeceira do Santos Dumont não funcionou do melhor jeito, mas ainda assim rolou um balanço raro no pico. Foto: Ricosurf / Iuri Corsini

Comentários