Samuel Pupo vence edição épica do Quiksilver Young Guns

Pupo é o primeiro brasileiro a vencer renomada competição entre os gromets.



Os finalistas do evento comemoram com Samuel Pupo. Foto: Heywood.

Na sexta maior ilha do mundo, em Sumatra, Indonésia, os jovens finalistas do Quiksilver Young Guns 2017 aguardavam as melhores das condições nas perfeitas esquerdas do pico.

O campeonato poderia, facilmente, ter sido palco de uma etapa do CT. Fiquei imaginando tal coisa ao ver os gromets arrepediando as ondas sem receio, em condições pesadas na rasa bancada de coral.

Dwight Pastrana, Kyuss King, Kehu Butler, Sandy Whitaker, Samuel Pupo, Kael Walsh e Kade Matson eram os finalistas do evento.


Line up clássico. Foto: Heywood.

Após a primeira parte ter sido finalizada depois de três horas de baterias, Kael Walsh, Samuel Pupo, Kade Matson e Kyuss King foram para o confronto decisivo.

Uma hora para cada um mostrar o melhor que tem. Combos, aéreos, tubos... O que o juíz, o lendário Matt Hoy, queria mesmo, era ver o famoso go for it. Ele queria ver atitude, queria ter certeza de que cada um ali estava dando o seu máximo e aquele algo a mais.

As condições eram bem desafiadoras, com ondas grandes e difíceis e os jovens talentos tiveram que mostrar que não estavam ali pra brincadeira. 

Pupo então pegou as duas maiores ondas da bateria, fez tudo o que deveria, teve uma leitura perfeita da onda e mostrou total sintonia com o critério subjetivo de Matt Hoy.


Samuel Pupo surfou no crítico. Foto: Heywood.

Ao término do heat, o brasileiro, após três anos chegando na final, finalmente conquistou esse tão desejado título. Samuel Pupo torna-se então, o primeiro brasileiro a vencer o Quiksilver Young Guns.

Foi, sem dúvidas, independente do resultado, um dia épico de surf para esses moleques.

Além da moral pelo título, o irmão de Miguel Pupo embolsou um belo cheque de 10 mil dólares.

Boa, Sammy. Go for it!! 

Comentários