World Surf League lança série "Transformed" sobre o poder do surf em transformar pessoas e culturas

A série produzida pela WSL Studios terá três episódios e todos com legendas em português especialmente para a audiência brasileira que é maior do mundo na internet


 

Novo projeto da WSL audi visual

Buscando cada vez mais aumentar sua audiência e o engajamento com os fãs do esporte ao redor do mundo, a World Surf League está ampliando seu escopo em relação a streaming e programações de alta qualidade, com o WSL Studios. Nesta semana, acontece o lançamento de uma série com três episódios chamada “Transformed”, apresentada pelo sul-africano Shaun Tomson, campeão mundial de 1977. Cada episódio demonstra como o esporte surf pode transformar vidas e culturas por todo o mundo.

Link para o vídeo do “The Cuba Unknown” com legendas em portuguêshttps://www.worldsurfleague.com/posts/410647/transformed-ep-1-the-cuba-unknown-em-portugus?playlistId=409896&s1=watch

O primeiro episódio da série “Transformed” é o “The Cuba Unknown”, que segue os passos dos surfistas Frank e Yaya, nativos de um país com um histórico de opressão, instabilidade política e onde, até recentemente, a prática do surf era considerada ilegal pelas autoridades. Em uma iniciativa da WSL Latin America, os três episódios terão legendas em português especialmente para a audiência brasileira, que é a maior do mundo nas transmissões ao vivo dos eventos da World Surf League.

“As histórias contadas na série Transformed, transcendem o esporte do surf”, disse Ivan Martinho, General Manager da WSL Latin America. “Surf é mais que um esporte, é um estilo de vida que unifica uma variedade de culturas e inspira indivíduos ao redor do mundo. Na água, todo mundo é igual, independentemente de sua condição financeira, cultural ou religiosa. Sentimos que essa série se identifica bastante com a região da América Latina da WSL e especialmente com o Brasil”.

No dia 8 de agosto, estará disponível no streaming o episódio 2, com o título “Freddy”, mostrando a inspiradora história de Freddy Marimom, que nasceu sem as pernas e somente com um braço, em um bairro pobre de Cartagena, na Colômbia. O garoto de 13 anos superou todas as dificuldades inerentes para se tornar um campeão mundial e um ícone em seu país.

O episódio final chama-se “Surfistan” e está programado para ser disponibilizado em streaming no dia 10 de agosto. Afridun Amu e sua família foram obrigados a fugir para a Europa, de um território conflagrado pela guerra e controlado pelo Taliban no Afeganistão. Depois de aprender a surfar na França, Afri se dedica a levar a cultura do surf para um país sem litoral, buscando tentar inspirar seus compatriotas.

Para mais informações, acesse www.worldsurfleague.com

Comentários