Vídeo Ondas Grandes - Gordo e a expectativa para o mega swell mexicano

A temporada do pico de Zicatela, em Puerto Escondido, no México, mais de 15 pés bombaram forte


A temporada do pico de Zicatela, em Puerto Escondido, no México, demorou um pouco pra começar neste ano, mas quando a chave virou para “on” o bicho começou a pegar.

Na última semana ondas de mais de 15 pés bombaram fortes, porém o melhor está por vir: nos próximos dias um mega swell vai encostar no México e as ondas podem chegar aos 6m de altura e é praticamente certo que a etapa do Big Wave Tour vá rolar.

Quem já está lá há quase um mês é o big rider Felipe “Gordo” Cesarano. Numa conversa exclusiva com a equipe do Ricosurf, o carioca contou como tem sido esses dias de big surf, falou sobre o quiver e muito mais.

Confira o texto e veja mais abaixo duas bombas surfadas pelo “Gordo” nessa temporada mexicana:

“Cheguei aqui no dia 26 de maio e vou ficar até 3 de julho. Eu venho para o México todo ano, desde que eu tinha 16 anos. Essa foi uma viagem que eu fiz logo depois do CT do Rio pra dar uma relaxada, pra surfar... Minha ideia era vir aqui e ficar um mês pegando onda, rever meus amigos, curtindo tudo, mas como o swell me persegue - por isso que eu virei big rider, sem querer [risos] - e está dando onda grande pra caramba, resolvi ficar mais.

A semana passada teve dias de ondas com 15 pés ou até mais. O fundo de Zicatela agora está bom. Na verdade a temporada começou agora, por que há um mês estava sem terral, a galera que já estava aqui reclamou que não estava batendo terral de manhã, que precisava chover e, graças a Deus está chovendo agora, então está dando terral pela manhã e no final de tarde.

 

Felipe Cesarano nas morras de Teahupoo

 

A direção desse último swell foi um pouco de oeste, então o surf foi um pouco mais lá para o meio da praia, o que é um pouco mais complicado porque você pega onda, não consegue voltar e tem que andar a praia inteira.

Mas parece que para os próximos dias grandes, quando talvez role o campeonato (BWT), o swell vem mais de sul, então a onda fica mais perfeita, mais triangular. Cara, se nesse último swell já deu pra pegar altas ondas, nesse próximo vai ser demais, tirando o crowd, pois está vindo a galera toda.

A expectativa é boa, por que vão ser praticamente dez dias de ondas, com alguns dias bem gigantes. Talvez o campeonato nem role no maior dia - é o que estão falando - por que vai ficar grande até demais, então pode ser que seja melhor colocar num dia um pouco melhor, mas mais perfeito.

Em relação ao meu quiver, estou de 5’6” até 9’7”, que é a minha maior prancha, mas eu queria estar com uma 10’2”, porém minhas pranchas chegaram atrasadas.

Tenho três gunzeiras 9’7”, 9’4” e 8’6”, mais uma 7’6”, duas 6’6”, 6’3”, 6’1”, 5’9” e 5’6”. Nesse ano eu tenho surfado com pranchas um pouco menores, mas Puerto precisa de prancha. Eu estou conseguindo fazer umas ondas boas, mas as vezes passo um perrenguezinho na corrente, pois tenho que remar mais e me desgastar um pouco mais.

O (Lucas) Chumbinho chegou aqui, está representando, está pegando tubo pra caramba. A gente está ficando junto. O (Pedro) Calado está vindo, está vindo a galera toda! E já tem uma galera do Brasil aqui! Este ano está com vários brasileiros, maior galera aqui, fizemos amizades pra caramba.

E outra coisa, agora tem Jiu Jitsu aqui. Tinha um faixa preta amigo nosso, o Mota, e a gente ia treinar direto, ta maneirão. A vida aqui em Puerto está boa demais!

Pô, o swell me persegue né... Graças a Deus vai ficar grande... Uma coisa eu tenho certeza: nos próximos dez dias a galera vai tomar caldo pra ca...”, contou Felipe “Gordo” Cesarano.

Comentários