Galeria Bodyboarding - Niteroienses se jogam em Nazaré

Quarteto local de Itacoatiara investiram forte no pico português


Famosa por receber ondulações gigantes e quebrar as maiores ondas do mundo, a praia do Norte, na cidade de Nazaré, em Portugal, foi palco da penúltima etapa do circuito mundial de Bodyboard.

Na disputa por valiosos pontos no ranking mundial, quatro atletas niteroienses embarcaram para mais uma aventura na busca de desafiar os próprios limites, treinando na gelada e poderosa onda lusitana.

Kalani Lattanzi em Nazaré. Foto: @joaobracourt.

Kalani Lattanzi em Nazaré. Foto: @joaobracourt.



O time de peso formado por atletas locais de Itacoatiara, teve como seus representantes nada mais do que um dos maiores big riders do Brasil, Luis Eduardo Pedra, juntamente com o insano waterman Kalani Lattanzi, o super atleta João Zick e a experiente  bodyboarder  Paola Simão.

A escolha por investir forte em Nazaré foi pela similaridade das ondas com o local de treino dos atletas, uma vez que Itacoatiara é considerada uma das maiores potências brasileiras de ondas grandes e Nazaré a maior potencial mundial do big surf.

Paola Simão. Foto: divulgação.

Paola Simão. Foto: divulgação.



O quarteto juntamente com a Secretaria de Turismo de Niterói, a Neltur, desenvolveu um projeto para divulgar a famosa onda de Itacoatiara mundo à fora, fazendo de Niterói um dos destinos certos de ondas grandes no Brasil.

Durante as competições e os treinos, os atletas se destacaram pelas suas performances. Dudu Pedra, que além de surfar muito em condições extremas, saiu da etapa de Nazaré bem preparado e foi direto para as Ilhas Canárias, competir a última etapa do circuito, finalizando entre os cinco melhores do mundo e de quebra arrancou uma nota 10 dos juízes na poderosa bancada de El Fronton.

Dudu Pedra. Foto: Carlos Padilha.

Dudu Pedra. Foto: Carlos Padilha.



Kalani, que ficará em Portugal até dezembro, está se dedicando também ao surf e ao bodysurf em ondas grandes e foi considerado, até agora, o atleta a pegar as maiores ondas de “surf de peito” em Nazaré.

João Zick, surfou muito durante todo o evento e mostrou porque Itacoatiara é um verdadeiro celeiro de talentos. Paola Simão, terminou com a  nona colocação e se dedicou mais um tempo aos treinos na costa portuguesa.

João Zick em Itacoatiara. Foto: Aporé de Paula.

João Zick em Itacoatiara. Foto: Aporé de Paula.



O título mundial de 2017 ficou com a portuguesa Joana Schenker e o sul africano Ian Campbell.

Os atletas pretendem dar continuidade ao projeto em 2018 e prometem  também se dedicar ao máximo para trazer o caneco  de volta ao Brasil.

A primeira e tradicional etapa do circuito, acontece em fevereiro, na desafiadora bancada de Pipeline, no Hawaii.

Comentários