Galeria - Fedoca mostra as fotos que mais gostou de fazer em 2018

Tem cliques feitos em vários picos e com altas ondas


2018, o ano que surf brasileiro conquistou seu terceiro título mundial profissional com o bicampeonato do Gabriel Medina, enquanto isso, como sempre, todos surfaram, tiveram swells que entraram melhor em alguns picos, outros em outros e por aí foi.

Wady Mansur, praia da Macumba. Foto: Fedoca Lima.

Wady Mansur, praia da Macumba. Foto: Fedoca Lima.



A cada ano tem mais gente surfando, mais mulheres, mais garotos, mais crowd, a divulgação do surf style mexe com as pessoas que hoje tem mais facilidades para aprender e ir para dentro d’água.

Eu aqui não estou me propondo a fazer uma retrospectiva do ano do surf e sim do que eu vi e fotografei, muito surf, muitos personagens, muita história...

Muitas vezes não é possível identificar os surfistas das fotos os SNIs (surfistas não identificados), sigla inicialmente usada na revista Brasil Surf dos anos 70 como uma referência irônica ao serviço de inteligência da época. Se você se identificar e quiser a (s) foto (s) entre em contato fedocalima@yahoo.com.br.

Boas ondas!

Fedoca Lima tem o apoio da Aloha Veículos.

Comentários