Grom Search 2018 - Heitor Mueller chegou perto do 10 em São Francisco do Sul

Homenagem a Jean da Silva na Prainha também foi destaque do evento que termina neste domingo


Melhor onda do dia, 9,5, maior somatória, com 17,25 pontos de 20 possíveis e o apoio da torcida local. O catarinense Heitor Mueller teve a principal atuação do primeiro dia do Rip Curl Grom Search 2018, apresentado por Guaraná Antarctica, neste sábado (27), na Prainha, em São Francisco do Sul/SC.

Heitor Mueller. Foto: Marcio David.

Heitor Mueller. Foto: Marcio David.



A competição segue neste domingo (28), a partir das 8 horas com as finais previstas para começar às 13h30. Quem não puder ir até a praia, tem a opção da transmissão ao vivo pela internet, no link http://www.ripcurl.com.br/grom-search-2018-ao-vivo.

Com ondas de até 1,5 metro, a competição começou com boas performances. A homenagem a Jean da Silva, surfista falecido em novembro do ano passado e que tinha forte ligação com São Francisco do Sul, foi um dos momentos marcantes do dia. Atletas e organização do evento fizeram uma roda na areia e uma oração em homenagem ao atleta.

A família agradeceu o ato, por meio de nota, e justificou a ausência. “Não estamos preparados ainda, e não sei se estaremos no futuro, para encontrar todos os amigos queridos do Jean. As emoções ainda nos traem, e o choro se tornou nosso aliado do dia a dia. Queremos que o evento seja um sucesso, como sempre foi desde o tempo do menino Jean”, disse o irmão, Sidnei.

Homenagem a Jean da Silva. Foto: Marcio David.

Homenagem a Jean da Silva. Foto: Marcio David.



O prefeito de São Francisco do Sul, Renato Gama Lobo, mais conhecido como Renatinho, falou após a oração, enaltecendo a história de Jean. “Mesmo não sendo natural de São Francisco do Sul, ele escolheu a Prainha para poder viver. Então, para nós, era uma grande e foi uma grande perda. Sou um amante do surf e espero que o Jean possa ainda continuar na memória de todos”, discursou.

No surf, Heitor Mueller garantiu a melhor atuação do dia, competindo na categoria iniciante (sub14), mas antes não conseguiu a mesma performance na mirim (sub16) sendo eliminado nesta faixa etária, por menos de meio ponto. “Estou muito empolgado e feliz com meu início de evento. Quero continuar com esse desempenho e boas notas. Estou bem animado”, falou. “Só fiquei chateado porque não me achei na sub16. Queria tentar fazer a final, acho que dava”, lamentou.

Outros três catarinenses também fizeram bonito no primeiro dia. Luiz Mendes, da vizinha Barra do Sul, e Wallace Vasco representaram bem o estado na mirim, enquanto que Takeshi Oyama teve ótima atuação entre os caçulas da grommet (sub12). Na feminina, Lanai Henrique surfou muito bem, com uma das maiores somatórias da categoria.

Wallace Vasco. Foto: Marcio David.

Wallace Vasco. Foto: Marcio David.



A segunda melhor atuação foi do paulista Rodrigo Saldanha, com nota 9 e somando 16 pontos, também na sub14. Já na mirim, quem fez bonito foi o também paulista Eduardo Motta, com a melhor apresentação da sub16, com 15,75 pontos. “O mar estava bem difícil na primeira bateria, mas no segundo round ele já deu uma alinhada e estou muito feliz em ter feito a maior somatória da mirim. Vamos com tudo no último dia”, afirmou.

Na grommet, Guilherme Fernandes foi o primeiro entre os mais novos. Entre as meninas, a carioca Júlia Duarte teve a maior somatória, com 11 pontos. Outros destaques do dia foram o paulista Diego Aguiar, o potiguar Mateus Sena, o paranaense Cainan Meira e o cearense radicado no RJ, Cauã Costa, todos da mirim. Fora do mar, os atletas e o público tiveram diversão com pipas, pula-pula. Destaque também a área vip dos atletas, com muito Guaraná Antarctica gelado.

O Rip Curl Grom Search 2018, apresentado por Guaraná Antarctica, tem os patrocínios de lojas Pró Ilha e 900 Graus, com apoios de Jandaia, Pousada Vila Pitangola, Pousada da Ilha, Pousada Sombrero Verde, Hotéis Villa Real,  prefeituras de São Francisco do Sul e Búzios. Supervisão da Fecasurf e Feserj com assessoria de imprensa da FMA Notícias e cobertura da Revista Hardcore.

Comentários