Boost Mobile Pro 2019 - Surpresas e mais um show de Tati Weston-Webb em Dbah

Tatiana segue bem no Boost Mobile Pro. Atual campeã, Lakey Peterson é eliminada e ações retomam a partir das quartas de final


A sempre estilosa Carissa Moore em ação. Foto: WSL / Dunbar.

Logo após os homens terem duelado em Dbah, as mulheres entraram em ação no beach break que passou a ser o palco principal do evento. E, mais uma vez, elas foram para o ataque nas ondas de 1,0 a 1,5 metro do pico que marca o ponto exato da divisa entre os estados de New South Wales e Queensland.

Stephanie Gilmore abriu os trabalhos e avançou sem maiores problemas em bateria contra a também australiana Macy Callaghan.


Caroline Marks. Foto: WSL / Cestari.

Na sequência Caroline Marks (USA) continuou impressionando com seu surfe preciso de backside e eliminou a campeã da triagem, Isabella Nichols.

Na 3ª bateria a brasileira Tatiana Weston Webb novamente foi destaque. Fez o 3º maior somatório do dia, eliminando, com um surf bonito de ver, a costardicense Brisa Hannessy, que tem um enorme potencial e promete dar trabalho no CT.


Weston-Webb vem brilhando até aqui. Foto: WSL / Cestari.

Dando continuidade ao Boost Pro, a havaiana Malia Manuel fez a maior soma de notas do dia, totalizado 15.10 dos 20 pontos possíveis, vencendo o melhor e mais equilibrado confronto do evento até então.

Foi uma dura batalha contra a australiana Nikki Van Dijk, ambas disputando onda a onda e fazendo notas no critério excelente. Na penúltima onda de Nikki na bateria, ela fez um 8.50 e por muito pouco não virou o duelo.


Malia Manuel (HAV). Foto: WSL / Cestari.


No confronto seguinte, uma baixa de peso. A atual campeã do evento, Lakey Peterson, não conseguiu se conectar com o mar e não teve reação contra a compatriota Sage Erickson.

Depois foi a vez de Sally Fitzgibbons soltar seu arsenal de manobras progressivas para eliminar, em outro tenso confronto, a norte-americana Courtney Conlogue.


Sally to the Air. Foto: WSL / Cestari.


Na sétima bateria a havaiana Carissa Moore também teve muito trabalho, mas acababou conseguindo, por uma diferença muito pequena, vencer a australiana Bronte Macaulay e garantir vaga nas quartas de final.

Fechando o dia, Johanne Defay, em mais uma disputa super equilibrada, venceu a havaiana Coco Ho e seguiu adiante.


Johanne Defay (FRA). Foto: WSL / Dunbar.

A próxima chamada será feita nesta sexta-feira, às 18h30 no horário de Brasília.

Resultados do Round 3:
Heat 1: Stephanie Gilmore (AUS) 11.40 x 8.87 Macy Callaghan (AUS) 
Heat 2: Caroline Marks (USA) 13.84 x 8.73 Isabella Nichols (AUS) 
Heat 3: Tatiana Weston-Webb (BRA) 14.07 x 12.67 Brisa Hennessy (CRI) 
Heat 4: Malia Manuel (HAW) 15.10 x 14. 67 Nikki Van Dijk (AUS) 
Heat 5: Sage Erickson (USA) 13.34 x 8.80 Lakey Peterson (USA)  
Heat 6: Sally Fitzgibbons (AUS) 14.43 x 12.90 Courtney Conlogue (USA) 
Heat 7: Carissa Moore (HAW) 12.63 x 12.27  Bronte Macaulay (AUS)  
Heat 8: Johanne Defay (FRA) 11.26 x 11.07 Coco Ho (HAW) 

Confrontos das quartas de final:
Heat 1: Stephanie Gilmore (AUS) vs. Caroline Marks (USA)
Heat 2: Tatiana Weston-Webb (BRA) vs. Malia Manuel (HAW)
Heat 3: Sage Erickson (USA) vs. Sally Fitzgibbons (AUS)
Heat 4: Carissa Moore (HAW) vs. Johanne Defay (FRA)

Comentários