Artigo: Dia da Terra

MEIO-AMBIENTE


 

Rico de Souza ajudando no replantio da vegetação na Orla do Rio - Foto: arquivo

O dia 22 de abril foi declarado Dia da Terra no ano de 1970 pelo senador norte-americano Gaylord Nelson. Em 1972 foi realizada a Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano em Estocolmo, em que o conceito de desenvolvimento sustentável foi definido como: "o desenvolvimento que encontra as necessidades atuais sem comprometer a habilidade das futuras gerações de atender suas próprias necessidades."As cidades contam com tecnologia para funcionar.


Tartaruguinha nascendo -  Foto: arquivo

Historicamente a manutenção da oferta dos bens de consumo e serviços tende a pressionar o meio ambiente. Este modelo de desenvolvimento põe em risco o alcance do desenvolvimento sustentável. As terras cobertas por florestas no Brasil foram muito exploradas ao longo dos anos, sem considerar os fatores inerentes à sustentabilidade. A fragmentação de habitats gera danos ambientais, sociais e econômicos. Os impactos para os ecossistemas, fontes de recursos naturais, afetam o estabelecimento e desenvolvimento da flora e da fauna. A perda da cobertura vegetal pode ocasionar a migração de organismos e da fauna silvestre.

O replantio de espécies nativas é primordial para o Meio Ambiente - Foto: Ana Gabriela

A perda de habitats é a principal causa de extinção de espécies.O resgate da cultura da terra deve ser buscado, principalmente em um país cujo nome é originário da espécie Paubrasilia echinata (Lam.) Gagnon, H.C.Lima & G.P. Lewis, árvore conhecida como Pau-Brasil. Iniciativas como a implementação de hortas comunitárias e participação em ações socioambientais envolvendo o plantio de mudas causam a sensação de bem-estar e são exemplos de atitudes sustentáveis. Nas cidades, as ações de reflorestamento colaboram com melhores taxas de oxigênio e com o aumento do sequestro de carbono. O turismo sustentável, por exemplo, é instrumento de gestão de Unidades de Conservação da Natureza e possui viés socioeconômico.

A Natureza depende da força do Ser Humano - Foto: Nicola Jovanovich

As cidades sustentáveis devem zelar pela diminuição da contaminação ambiental, trabalhar pelo incremento da área de cobertura vegetal e pensar soluções que não agridam o meio ambiente. A cultura dos Parques e das demais áreas verdes deve ser promovida a fim de reconhecer a importância e usufruir, com responsabilidade, dos serviços ecossistêmicos que a natureza dispõe. O meio ambiente ecologicamente equilibrado é premissa para o alcance do desenvolvimento sustentável.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

O desenvolvimento das cidades necessita da garantia de oferta de serviços e materiais, que somente serão permanentes com atenção aos limites impostos pela natureza. Recursos renováveis e não-renováveis compõem os diversos Biomas e ecossistemas do Planeta Terra e é imprescindível trabalhar por ações conservacionistas com objetivos ecológicos. Deve ser garantida a oferta de recursos para as presentes e futuras gerações, a fim de promover o bem-estar social e econômico a populações humanas.


Ana Gabriela Oliveira do Carmo
Primeira Tesoureira da Diretoria Colegiada da Associação Profissional dos Engenheiros Florestais do Estado do Rio de Janeiro.

Comentários