Aircraft Surfboards - Marcos Mota e os foguetes para performance, incluindo as fishes

Shaper carioca que atualmente vive na França mas segue atendendo seus clientes brasileiros fala de suas pranchas para quem quer diversão e evolução


Conheça melhor os modelos para performance, incluindo as fishes, do shaper carioca Marcos Mota, da Aircraft Surfboards. Marcos vive atualmente na França e atende clientes de toda a Europa, além dos brasileiros que seguem encomendando seus foguetes.

ACESSE O SITE AIRCRAFTSURFBOARDS.COM

SH-3



Prancha voltada para um surf de altíssima performance, onde o surfista leva as manobras ao limite da radicalidade. Permite unir o surf progressivo ao surf de borda, ou seja, reúne na medida certa o que um surfista precisa para  extrapolar nas “high scores”, seja com um estilo power surf de manobras fortes cravando a borda e soltando muita água, ou mandando os mais variados tipos de aéreos.

A preferida dos atletas profissionais. Shape refinado, sem sobras.

Wiggolly Dantas com sua SH-3 na esquerda do Arpoador. Foto: Barbara Becker.

Wiggolly Dantas com sua SH-3 na esquerda do Arpoador. Foto: Barbara Becker.



Lotus



Se você busca surfar com uma pranchinha high performance um pouco menor e mais larga, essa prancha é a Lotus. Tem mais volume que a SH-3, o que é facilmente percebido pelo bico e rabeta um pouco mais largos. Deck + flat, borda redondinha. Pouca curva no bico e kick um pouco acentuado na saída da rabeta.

Rápida, estável, de boa remada, entra facilmente nas ondas, pega velocidade rapidamente e é perfeita para decolagens, aterrissagens, giros, um surf bem solto e progressivo.

Zion



Uma pranchinha menor e mais larga que o convencional, com um pouco mais de remada e mais reta, uma distribuição de espessura que traz estabilidade na volta de aéreos. Perfeita para quem surfa de pranchinha e busca inovação.  

Desliza um pouco mais por cima da água. Se feita com rabetas mais estreitas tipo round, se torna muito boa para ondas + cavadas e tubulares. Fácil de se adaptar e solta.

RAG-3



Desenvolvida na busca de uma prancha para ondas um pouco maiores que as do dia-a-dia. Criei este modelo durante uma viagem de 3 meses à Nova Zelândia durante um inverno de ondas fortes, surfando ondas mágicas como Raglan. Posteriormente aperfeiçoada sob os pés do surfista profissional Diego Santos nas ondas do Hawaii, Indonésia eTahiti.

Adaptada à pressão gerada por ondas mais fortes com muito controle nos momentos críticos. Perfeita quando o mar da aquela subidinha clássica.

Iron Fish



A Iron Fish veio completar a lacuna que faltava entre as fishes. Pranchas menores, com mais remada e maior resposta na onda, porém na maioria das vezes muito soltas em ondas com mais força e pressão.

A Iron mistura a facilidade na remada e entrada nas ondas de uma fish, e a estabilidade em ondas fortes e mais pesadas de uma semigun. Podendo ser surfada em mares de meio a 3 metros, essas naves são verdadeiras máquinas de pegar ondas e tubos, pois são muito velozes, se encaixam muito bem em qualquer “buraco”, e uma vez lá dentro, passeiam facilmente pelas sessões devido ao menor comprimento.

Essa prancha segue uma nova tendência global onde não é mais necessário tamanho de prancha para se surfar ondas de verdade. Uma prancha super manobrável, estável e pronta para as melhores ondas do mundo.

Stone Fish



Se você quer uma fish que se adapte bem a um surf com mais pressão e mais linha, que responda bem em ondas mais fortes e ande bem nos tubos... Aqui está a Stone Fish!

Ótima também no treino de aéreos, reverses, 360s etc... Possui uma combinação de fundo com concaves acentuados que trazem aceleração extra. Prancha muito veloz.

Disponível também como quadriquilha.

Fish Bones



A Fish Bones foi criada como uma fish moderna, pequena, larga e super radical. Estilo rounded nose, possui bastante área no bico. Muito rápida nas respostas, arisca, tem ótimo drive nas paredes quando você pede aceleração no pé da frente e se encaixa muito bem no pocket das ondas menores.

Ótima no treino de aéreos, reverses, 360s etc... Concave single to vee/double.

Considerada uma prancha mágica pela maioria dos que a usam. Não ouso modificar este modelo desde 2012, quando percebi isso justamente com a azulzinha (quiver pessoal).

Disponível também como quadriquilha (neste caso aconselha-se rabeta wing swallow).

Mad Fish



Pegue sua pranchinha high performance, cruze com uma fish clássica e você terá uma Mad Fish. Essa prancha reúne a facilidade de remada e de entrar na onda das fishes, e a radicalidade dos foguetinhos. Fácil de se adaptar, uma ótima escolha para alguém que tem vontade de fazer uma fish, mas tem receio de ser muito diferente.

Uma prancha super manobrável, soltinha e entra muito facilmente nas ondas.

Aircraft Surfboards
Site: https://aircraftsurfboards.com/
Facebook: Marcos Mota Aircraft Surfboards
Instagram: @aircraftsurfboards

Comentários