CT J-Bay 2018 - Filipe bicampeão e líder do ranking

Brasileiro venceu a segunda etapa do ano, novamente em cima do australiano Wade Carmichael


Deu Brasil novamente em J-Bay. Deu Filipe Toledo mais uma vez na África do Sul. Deu Brasil pela quinta vez em seis etapas no CT 2018. O brasileiro Filipinho acaba de se tornar bicampeão do CT J-Bay, sendo essa sua segunda vitória no circuito da elite deste ano, que novamente foi conquistada em cima do australiano Wade Carmichael.

Filipe Toledo. Foto: WSL / Cestari.

Filipe Toledo. Foto: WSL / Cestari.



Filipe surfou todo o evento com muita velocidade, estilo e power, invertendo as manobras muitas vezes, e desde as primeiras baterias mostrou que estava no mesmo ritmo do ano passado, quando também foi campeão em Jeffreys Bay.

A competição hoje começou um pouco mais tarde em relação aos primeiros dias de disputas, por volta das 5h30 no horário de Brasília, 10h30 no horário local. Foi uma sabia decisão da equipe da WSL, pois o swell foi ganhando força com o passar das horas e novamente rolaram altas ondas.

No início da quartas as condições ainda não eram as melhores, e Wade passou pelo norte-americano Conner Coffin num duelo de poucas ondas surfadas. Depois foi a vez do sul-africano Jordy Smith superar o até então líder do ranking, o australiano Julian Wilson. Jordy conquistou a maior nota do confronto (7,10) numa onda que correu muito e que ele executou quatro floaters.

Jordy Smith. Foto: WSL / Cestari.

Jordy Smith. Foto: WSL / Cestari.



Então chegou o momento da disputa entre Filipe e Gabriel Medina. Apos três tentavias não muito boas, Filipinho arrancou uma nota 8,17 pontos. Instantes depois entrou uma série e Medina foi na primeira. O campeão mundial de 2014 soltou várias manobras verticais e invertendo a direção da prancha, somou 9,10 e encostou no placar, porém Filipinho surfou a de trás e ampliou a distância com 7,93 pontos. Mas o melhor ainda estava por vir. Enquanto Medina remava em muitas ondas, entrando e saindo, Filipe pegou uma excelente da série e fechou o caixão com 9,33 pontos. Com o quinto lugar Medina subiu da quarta para a terceira posição no ranking.

Gabriel Medina. Foto: WSL / Cestari.

Gabriel Medina. Foto: WSL / Cestari.



As quartas de finais foram finalizadas com o japonês Kanoa Igarashi surfando poucas, mas boas ondas, e vencendo o havaiano Sebastian Zietz que tentou muito, mas que não conseguiu notas altas.

Semifinais

A primeira semi foi entre Wade e Jordy. O australiano esperou bastante pelas ondas, enquanto o sul-africano pegou várias. No final deu Wade pelo placar de 13,77 a 13,30 pontos.

Na segunda bateria da fase Filipinho não deu nenhuma chance para Kanoa. O brasileiro surfou apenas três ondas e conquistou 9,57 e 9,33, além de ter descartado 8,40 pontos. O japonês perdeu precisando de 18,90.

Wade Carmichael. Foto: WSL / Cestari.

Wade Carmichael. Foto: WSL / Cestari.



Final

Wade chegou na final e pensou na mesma estratégia da semi: esperar pelas melhores ondas. Porém Filipinho foi caçando as direitas e melhorando suas notas. No final, com dois scores na casa dos 8 pontos, deu Filipinho e o surf rápido, estiloso e potente, contra Wade que marcou uma nota na casa dos 7 e outra na casa dos 8 pontos com seu surf extremamente power, mas sem inverter a prancha.

Essa foi a segunda vitória do Brasil em Jeffreys Bay, sendo as duas de Filipinho, que também conquistou seu segundo troféu de campeão no ano, já que venceu o mesmo Wade na final do evento de Saquarema.

Até o momento foram disputadas seis etapas no CT 2018 e o Brasil venceu cinco delas: Ítalo em Bells Beach e em Keramas; Willian Cardoso em Uluwatu, além de Filipinho agora em J-Bay e nas ondas da Barrinha, em Saquarema.

Próxima etapa

Agora o tour da elite do surf segue para Teahupoo, no Tahiti. A sétima etapa do ano rola entre os dias 10 e 21 de agosto.

Ranking atualizado após a etapa de J-Bay

1 Filipe Toledo (BRA) 35.900 pontos

2 Julian Wilson (AUS) 31.960

3 Gabriel Medina (BRA) 25.685

4 Ítalo Ferreira (BRA) 25.415

5 Jordy Smith (AFR) 21.910

6 Wade Carmichael (AUS) 21.805

7 Willian Cardoso (BRA) 21.405

8 Michel Bourez (TAH) 21.040

9 Mikey Wright (AUS) 19.200

10 Griffin  Colapinto (EUA) 18.280

11 Michael Rodrigues (BRA) 16.940

16 Adriano de Souza (BRA) 14.850

22 Tomas Hermes (BRA) 11.920

26 Yago Dora (BRA) 9.335

27 Jessé Mendes (BRA) 8.290

33 Ian Gouveia (BRA) 5.800

35 Miguel Pupo (BRA) 2.925

36 Caio Ibelli (BRA) 2.520

38 Wiggolly Dantas (BRA) 2.085

39 Alejo Muniz (BRA) 1.665

42 Deivid Silva (BRA) 420

Comentários