CT Trestles 2017 - Califórnia verde e amarela com Silvana e Filipe

Dobradinha brasileira nas ondas de Lower


Nenhum brasileiro tinha vencido uma etapa da elite nas ondas de Lower Tresles. Mas isso agora é passado. Nesta sexta-feira Silvana Lima e Filipe Toledo foram os campeões da etapa californiana do CT.

Silvana Lima, que é a atual líder do ranking de acesso, mas que só tinha passado duas baterias no circuito de elite em 2017, venceu todas as baterias da etapa, marcou oito high scores durante a competição e ganhou 10.000 mil pontos no ranking.

Silvana Lima. Foto: WSL / Rowland.

Silvana Lima. Foto: WSL / Rowland.



Nesta sexta-feira Silvana manteve a estratégia de não esperar muito pelas ondas das séries, despachou a norte-americana Lakey Peterson na semifinal com as notas 8,50 e 8,40 e partiu para a finalíssima para enfrentar a australiana Keely Andrew, que garantiu vaga na sua primeira final ao vencer no último minuto a norte-americana Courtney Conlogue.

Na bateria mais importante do evento feminino a brasileira começou mal, mas a partir da terceira onda foi encaixando seu surf e não deu nenhuma chance para Keely, que pareceu nervosa e errou muito. Silvana não vencia uma etapa da elite desde 2010, quando foi a melhor numa prova peruana.

Silvana Lima. Foto: WSL / Morris.

Silvana Lima. Foto: WSL / Morris.



Filipe no masculino

No masculino Filipe Toledo competiu uma bateria a mais do que Silvana nesta sexta-feira. Nas quartas de final o brasileiro superou com facilidade o norte-americano Kanoa Igarashi. Na semi a disputa foi contra John John Florence. O havaiano esperou pelas séries e boiou muito, enquanto Filipe ia melhorando sua pontuação, ou com manobras verticais nas esquerdas, ou com rasgadas, batidas e aéreos nas direitas. John John até marcou a maior nota, mas não teve tempo para a virada.

Filipe Toledo. Foto: WSL / Rowland.

Filipe Toledo. Foto: WSL / Rowland.



A final foi contra o bicampeão da prova californiana Jordy Smith. O sul-africano teve calma para esperar as ondas na semi e, com apenas duas surfadas, bateu o australiano Adrian Buchan.

Na final os atletas seguiram com suas estratégidas. Filipinho foi dando show em ondas pequenas e Jordy seguiu boiando muito na espera por ondas maiores. O sul-africano deu um susto quando conquistou uma nota 9, mas o brasileiro já tinha um 8, conquistado numa esquerda, e um 7,67 feito com manobras numa direita. As ondas sumiram e Jordy não teve mais chances de virada.

Filipe Toledo. Foto: WSL / Rowland.

Filipe Toledo. Foto: WSL / Rowland.



CONFIRA O RANKING ATUALIZADO.

Próximas etapa

A próxima etapa feminina da elite acontece em Cascais, Portugal, entre os dias 27 de setembro e 5 de outubro, e a próxima masculina rola na França entre 7 e 18 de outubro.

Final Feminina

Campeã Silvana Lima (BRA) 17,60

Vice-campeã Keely Andrew (AUS) 10,93

Semifinais

1 Silvana Lima (BRA) 16,90 x 15,60 Lakey Peterson (EUA)

2 Keely Andrew (AUS) 13,43 x 13,17 Courtney Conlogue (EUA)

Final Masculina

Campeão Filipe Toledo (BRA) 15,67

Vice-campeão Jordy Smith (AFR) 9,80

Semifinais

1 Jordy Smith (AFR) 14,33 x 10,17 Adrian Buchan (AUS)

2 Filipe Toledo (BRA) 14,90 x 12,66 John John Florence (HAW)

Quartas de finais
Realizados nesta sexta-feira

3 John John Florence (HAW) 14,84 x 13,80 Jeremy Flores (FRA)

4 Filipe Toledo (BRA) 15,26 x 11,10 Kanoa Igarashi (EUA)

Comentários