Entrevista - De Rio das Ostras para o Hawaii: André Pássaro de pranchas prontas

Atleta é conhecido por se jogar em ondas pesadas


O riostrense André Pássaro está de partida para o Hawaii. Não para morar, mas para ficar dois meses se jogando nas ondas de respeito. Pássaro vai ficar na casa administrada por Felipe Cesarano, o Gordo, que fica em frente a praia de Three Tables, que fica entre Waimea e o famoso supermercado Foodland, no North Shore da ilha de Oahu.

André Pássaro se jogando literalmente no maior swell do ano em Rio das Ostras. Foto: Anderson Santos "Bocão.

André Pássaro se jogando literalmente no maior swell do ano em Rio das Ostras. Foto: Anderson Santos "Bocão.



Pássaro tem 30 anos e essa vai ser a primeira trip dele para o Hawaii, mas como o surfista é muito respeita por se jogar nas ondas grandes do litoral do Rio, ele tem tudo para fazer bonito na meca do surf mundial.

Confira uma entrevista feita pela equipe do Ricosurf com o surfista.

Carlos Matias - Quais seus locais de treino?

André Pássaro - Treino muito em Rio das Ostras, onde moro, e em Macaé, Barra do Furado, Cabo Frio, Arraial do Cabo e as vezes vou para Saquarema e fico na casa do Lee Neves.

André Pássaro na Boca da Lagoa, em Macaé. Foto: Leandro Foca.

André Pássaro na Boca da Lagoa, em Macaé. Foto: Leandro Foca.



O que espera dessa sua primeira temporada havaiana?

Estou muito feliz de estar indo pra lá, acredito que é o sonho de todo surfista! Na verdade eu espero de tudo, estou muito ansioso e quero aproveitar ao máximo essa oportunidade que estou tendo e voltar com uma boa bagagem, porque sei que estou indo na época de ondas boas!

Quais picos pretende surfar? Vai dar prioridade a algum?

Quero conhecer todos os picos, mas como a casa do Gordo fica perto de Waimea, quero me aprimorar no surf de ondas grandes. Se tiver a oportunidade quero surfar em Jaws também! Se eu conseguir pegar pelo uma onda da série em Pipeline durante toda temporada já ficarei muito feliz rs. Estou levando colete e gunzeira caso eu fique à vontade nessas condições. rs

Felipe Cesarano e André Pássaro. Foto: arquivo pessoal.

Felipe Cesarano e André Pássaro. Foto: arquivo pessoal.



Fale da parceria com o Gordo.

Cara, desde o meu primeiro contato com o goGdo ele me tratou super bem e me convidou para passar a temporada com ele, isso me deixou mais confiante, por que sei que ele é um cara que vai sempre pra lá e tem muita experiência pra me passar.

Estamos nos falando e combinando essa viagem desde agosto, quando rolou aquele episódio na ressaca que eu tive que pular do emissário.

E desde aquele dia ele foi me dando muita moral, me auxiliando como era pra eu tirar meu visto, os tamanhos de pranchas que eu ia usar, a época do ano que seria bom pra eu ir, essas coisas... Não imaginei que ele fosse me dar tanta moral assim, então estou amarradão em poder ficar na casa dele !

Fez alguma preparação especial?

Na verdade estou sempre surfando, sempre que posso estou na água. Mas nos dias flats faço um treino de crossbeach como meu brother Joaquim Carvalho.

Você é conhecido por se jogar nas grandes. Como você acha que vai ser a adaptação ao Hawaii, as ondas enormes e ao coral?

Cara, sinceramente, estou com muita vontade de surfar ondas grandes, muita vontade mesmo, mas sei pra onde estou indo. E tenho muito respeito, desde pequeno escuto falar de picos como pipeline,Waimea, Sunset e Jaws.

Sei que tenho que lidar com os meus limites, nunca surfei em fundo de coral, só em algumas lajes da Região dos Lagos e no Espírito Santo, mas se eu me sentir confortável vou botar pra baixo.

Qual o quiver para a temporada?

Vai de 5’9” a 10’. As que eu estou levando são do shaper Noboru, de 5’9” a 7’8”. As outras, de 9’6” e 10’2”, vou pegar no Hawaii.

Comentários