Exclusivo: Paola Simão entrevista o waterman Kalani Lattanzi

BODYBOARDING


 

Kalani surfando em Nazaré  -  Fot: divulgação

Niteroiense de 26 anos, viajado e completamente destemido, esse fera, mais conhecido como o Waterman Brasileiro, se chama Kalani Lattanzi e é um dos grandes representantes dessa safra da nova geração brasileira de surfistas de ondas grandes. Kalani, que acabou de lançar seu filme produzido pelo português Nuno Dias, também ficou conhecido por surfar as maiores ondas de peito nas gigantescas ondas de Nazaré em Portugal. ASSISTA O TRAILER

Por conta do seu excelente desempenho em Nazaré, o atleta ganhou uma homenagem no Famoso 'Forte de São Miguel Arcanjo', que por sua localização, tornou-se o principal posto de observação das ondas grandes na Praia do Norte, tornando Nazaré, referência do surf mundial.O Forte funciona como museu e consagra o 'Centro Interpretativo do Canhão da Nazaré' e a 'Surfer Wall', onde encontramos homenagens aos surfistas do mundo inteiro que tiveram histórias marcantes nos mares da região, entre eles os brasileiros Carlos Burle, Rodrigo Koxa, Lucas Chumbo, Maya Gabeira e Pedro Scooby.

Kalani de bodysurf em Itacoá - Foto: aquivo

Entrevista exclusiva:

Recém chegado de uma longa temporada havaiana, o local de Itacoatiara, nos conta um pouco de sua trajetória desses anos de experiências entre diversas modalidades como o bodysurf, bodyboard e surf. 

1 - Paola Simão: Quanto tempo você pega onda e onde começou?
Meu primeiro contato com as ondas foi em Cabo Frio na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Mas a coisa ficou séria em Itacoatiara quando eu tinha 12 anos.

2 - Paola Simão: Você começou no Bodysurf, depois passou para o bodyboard onde se profissionalizou e agora está surfando de prancha também em ondas gigantes. Como aconteceram essas mudanças?
Eu comecei no bodysurf, depois me tornei bodyboarder e me profissionalizei e mais tarde comecei no surf. Aconteceu naturalmente, um esporte vai agregando o outro. Tive curiosidade de conhecer novos esportes, de fazer diferente e continuo fazendo todos eles.

O cartaz do filme, já disponível em várias plataformas

3 - Paola Simão: De onde vem essa aptidão por ondas gigantes?
Gosto de onda grande porque o crowd é sempre menor, não tem muita disputa, então sobra onda, e claro me da mais adrenalina, sentimento que eu mais amo sentir.

4 - Paola Simão: Hoje você é considerado um verdadeiro waterman, qual o mar que mais te inspira e que você mais ama estar ?
Acho que Itacoatiara é o mar que mais me inspira, mas só de estar em qualquer mar, em qualquer água, eu já estou feliz da vida.

5- Paola Simão: Algum perrengue marcante?
Dia das mães em 2011, quase morri em Itacoatiara. Foi um conjunto de erros. Fui ver o mar e não estava esperando um mar tão grande! Mas já estava gigante. O Guido produções já estava filmando a Galera e colocou pilha para eu entrar logo. Eu não tinha nem olhado o mar direito, também não tinha nem me alimentado. Entrei e fiquei mais de uma hora esperando uma onda, quando eu peguei , foi uma onda horrível, quando cheguei na beira, meu strep tinha arrebentado. Ali eu dei mole, pois fiquei tentando salvar o strep. Quando vi que a situação já estava crítica, larguei tudo e nadei com força para sair. Gastei minhas energias, não consegui. Aí fiquei na zona de impacto por muito tempo... meus músculos ficaram congelados, achei que ia apagar, tomei mais duas na cabeça, fui tragado para o outside, e consegui entrar novamente. Chegando lá, levantei as mãos e esperei o helicóptero chegar. Passei algumas situações chatas no México e em Portugal, mas nada comparado a esse dia em Itacoatiara.

Kalani se especializou também em Nazaré -  Foto: divulgação

6- Paola Simão: Devido à toda sua dedicação nos treinos, viagens e seus merecidos destaques, você acaba de lançar um filme produzido pelo português Nuno Dias. Nos conte um pouco sobre esse projeto
Só digo uma coisa, é um filme inédito com cenas jamais vistas antes, se chama "Kalani - Gift From Heaven". Pra quem quiser checar, já esta disponível ITunes, AppleTv, amazon Primevideo, Vimeo on Demand, Vudu, Google Play, Play Station, Xbox...

7- Paola Simão: Dentre as três modalidades ( surf, bodysurf e bodyboard), qual delas você tem se divertido mais ?
A que mais me divirto é o surf de prancha, mas quando eu quebro a prancha já não fica mais tão divertido rs....mas todas as modalidades são super divertidas.

Nazaré de bodysurf? Sim! 

8- Quais seus “planos e metas” para o futuro ?
Meu plano era fazer o campeonato de bodysurf em Itacoatiara, porém com essa situação atual, terei que adiar para ano que vem. Então pretendo ir para Florianópolis visitar a família e depois partir para temporada de ondas grandes em Portugal.

Comentários