Oi Rio Pro 2017 - Filipe, Adriano e Ian no round 3


Em ondas potentes que passaram de 1,5m em algumas séries, Filipe Toledo, Adriano de Souza e Ian Gouveia venceram na estreia do Oi Rio Pro 2017, que acontece na praia de Itaúna, em Saquarema, e já estão na terceira fase.

Assista a etapa AO VIVO.

O Oi Rio Pro 2017, a etapa brasileira do CT, começou nesta terça-feira às 7h05 e teve praia cheia, além de um espetáculo do esporte no Maracanã do Surf, a praia de Itaúna, em Saquarema. Três dos 11 brasileiros que competem no evento na categoria masculina venceram e avançaram para o round 3. Os outros oito vão ter uma nova chance na repescagem.

Confira os destaques do dia:

Vitórias brasileiras

O primeiro surfista do Brasil a competir no Oi Rio Pro 2017 foi Adriano de Souza, que venceu a segunda bateria formada só por atletas tupiniquins.

O campeão mundial de 2015 foi o atleta mais constante e apresentou um surf de borda apurado. O confronto começou fraco, com poucas ondas surgindo no outside de Itaúna e Jadson foi o que teve o melhor início, mas depois foi superado. Wiggolly Dantas ainda achou uma onda com potencial para uma nota média e voltou pra briga, mas terminou em terceiro lugar.


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.



Filipe Toledo

Filipinho fez uma das melhores apresentações do dia. Ele entrou na sétima disputa e estraçalhou as direitas com manobras potentes de borda. Numa delas foi do outside até a beira e cravou as quilhas na areia. O brasileiro ainda tentou um aéreo muito alto e por pouco não acertou. Com as notas 8,93 e 7,33 não deu chances para o australiano Ethan Ewing (2º) e o português Frederico Morais (3º).

Veja a GALERIA DE FOTOS.

Ian Gouveia foi o terceiro brasileiro a vencer no dia. O novato no CT entrou na água no oitavo embate e começou colocando pressão nos seus adversários. Primeiro ele arrancou 5,17 e depois 7,67 pontos. Mas o australiano Adrian Buchan virou o placar com 8,67 e 4,57, porém no minuto final o brasileiro rasgou duas vezes numa esquerda, conquistou a nota 6,73 e ficou com a vaga no round 3. O australiano Matt Wilkinson, que já venceu um QS em Itaúna, ficou perdido no outside e terminou em último


Filipe Toledo. Foto: Iuri Corsini / Ricosurf.



John John Florence e Yago Dora

A batalha que envolveu o atual campeão mundial e atual líder do ranking John John Florence e os brasileiros Yago Dora e Miguel Pupo foi de belas performances. O havaiano surfou muito bem, mas levou uma dura de Yago, o campeão da triagem. John John executou rasgadas incríveis e chegou a arrancar uma nota 8,17 numa direita que parecia sem potencial, mas que ele fez render com duas manobras expressivas, a segunda estendendo a manobra até o limite.

John John foi no limite nessa manobra. Foto: Iuri Corsini / Ricosurf.



Mas Yago foi para os voos. No primeiro errou. Mas no segundo, numa direita, surfando de backside, acertou um full rotation alto e perfeito. O brasileiro precisava de 9,30 e conquistou 9,27 pontos, a segunda maior nota do dia entre os homens. Miguel Pupo ficou em terceiro, mas voltou a mostrar seu belo estilo nas esquerdas de Itaúna e tem tudo para ir longe na competição.


Yago Dora acertou um aéreo muito alto. Foto: Iuri Corsini / Ricosurf.



Joel Parkinson

O australiano Joel Parkinson estava tendo dificuldades na nona bateria, já que o francês Joan Duru, que nas sessões de treino andou muito bem nas ondas de Itaúna, estava com um surf fluido na disputa. Mas Parko achou o melhor barrel do dia. Ele se enfiou num buraco de respeito, grande, e sumiu lá dentro, para depois aparecer saindo pela imensa boca do tubo. A nota 8,53 pontos o ajudou muito na vitória.


Joel Parkinson. Foto: Fedoca Lima.



Julian Wilson

O australiano Julian Wilson foi um dos primeiros a chegar em Saquarema e hoje deu pra ver que isso valeu a pena. No último confronto do dia, ele pegou uma boa esquerda, rasgou forte duas vezes e foi para a finalização. Julian inverteu a prancha, jogou as quilhas pro alto e quando parecia que tinha perdido o controle, completou a manobra. A apresentação valeu a maior nota do dia entre os homens: 9,77. Nesse duelo o brasileiro Caio Ibelli não se achou em Itaúna e ficou em último.

Outras derrotas brasileiras:

Medina

Além de Caio Ibelli, Yago Dora, Jadson André e Wiggolly Dantas o Brasil teve outras derrotas. Gabriel Medina competiu na primeira bateria do dia e não se deu bem. O norte-americano Nat Young achou uma onda boa e outra razoável, soltou as manobras e venceu.

Medina demorou a entrar em sintonia com as ondas, mas no final usou os aéreos e quase reverteu o placar. O brasileiro e o havaiano Ezekiel Lau, que terminou em terceiro, vão para a repescagem e Nat vai direto para a terceira fase.


Gabriel Medina quase reverteu o placar da bateria com os aéreos. Foto: Iuri Corsini / Ricosurf.



A quarta bateria foi empolgante. O norte-americano Kolohe Andino começou forte, mas o brasileiro Jessé Mendes e o australiano Josh Kerr entraram na briga. A disputa estava parelha até que Josh soltou três manobras fortes numa direita, arrancou o primeiro high score do evento (8,10), ultrapassou Jessé no placar e venceu.

O quinto confronto também teve brasileiro. Bino Lopes, que entrou na vaga de Kelly Slater (que não veio ao Rio por motivo de lesão nas costas) estava na frente, mas o sul-africano Jordy Smith virou. As notas dessa bateria foram médias / baixas e a onda de maior destaque foi uma esquerda que Jordy acertou duas manobras fortes, mas errou a terceira.

Veja o Oi Rio Pro 2017 AO VIVO.

Primeira fase do Oi Rio Pro 2017 em Saquarema

1.a: Nat Young (EUA) 13,84 Ezekiel Lau (HAV) 13,10, Gabriel Medina (BRA) 10,60

2.a: Adriano de Souza (BRA) 12,26, Jadson André (BRA) 10,16, Wiggolly Dantas (BRA) 8,97

3.a: Jeremy Flores (FRA) 14,44, Owen Wright (AUS) 13,97, Leonardo Fioravanti (ITA) 10,10

4.a: Josh Kerr (AUS) 14,27, Jessé Mendes (BRA) 12,63, Kolohe Andino (EUA) 11,84

5.a: Jordy Smith (AFR) 11,20, Bino Lopes (BRA) 11,06, Jack Freestone (AUS) 8,16

6.a: John John Florence (HAV) 14,67, Yago Dora (BRA) 14,64, Miguel Pupo (BRA) 13,40

7.a: Filipe Toledo (BRA) 16,26, Ethan Ewing (AUS) 10,84, Frederico Morais (PRT) 7,70

8.a: Ian Gouveia (BRA) 14,40, Adrian Buchan (AUS) 13,53, Matt Wilkinson (AUS) 6,23

9.a: Joel Parkinson (AUS) 16,20, Joan Duru (FRA) 15,70, Connor O´Leary (AUS) 7,00

10: Mick Fanning (AUS) 14,44, Bede Durbidge (AUS) 12,60, Michel Bourez (TAH) 9,13

11: Conner Coffin (EUA) 13,60, Kanoa Igarashi (EUA) 13,77, Sebastian Zietz (HAV) 11,26

12: Julian Wilson (AUS) 16,34, Stu Kennedy (AUS) 12,86, Caio Ibelli (BRA) 3,17

Segunda fase do Oi Rio Pro 2017 em Saquarema

1.a: Kolohe Andino (EUA) x Yago Dora (BRA)

2.a: Owen Wright (AUS) x Bino Lopes (BRA)

3.a: Gabriel Medina (BRA) x Jessé Mendes (BRA)

4.a: Matt Wilkinson (AUS) x Leonardo Fioravanti (ITA)

5.a: Michel Bourez (TAH) x Jadson André (BRA)

6.a: Sebastian Zietz (HAW) x Ethan Ewing (AUS)

7.a: Caio Ibelli (BRA) x Joan Duru (FRA)

8.a: Conner Coffin (EUA) x Bede Durbidge (AUS)

9.a: Connor O'Leary (AUS) x Stuart Kennedy (AUS)

10: Adrian Buchan (AUS) x Miguel Pupo (BRA)

11: Frederico Morais (POR) x Jack Freestone (AUS)

12: Ezekiel Lau (HAW) x Wiggolly Dantas (BRA)


Ricosurf / Por Carlos Matias

Comentários