Oitavas de final do Haleiwa Challenger são adiadas nesta terça 30/11

as oitavas de final do Michelob ULTRA Pure Gold Haleiwa Challenger foram adiadas, para as 7h30 da quarta-feira no Havaí


 

Ian Gentil - Foto: Tony Heff

A terça-feira amanheceu com ondas muito baixas no Alii Beach Park de Haleiwa e as oitavas de final do Michelob ULTRA Pure Gold Haleiwa Challenger foram adiadas, para as 7h30 da quarta-feira no Havaí, 14h30 no Brasil, ao vivo pelo WorldSurfLeague.com. Esta última etapa do WSL Challenger Series 2021 tem prazo até o dia 7 de dezembro para definir os classificados para o World Surf League Championship Tour 2022. Sete brasileiros estão na briga pelas nove últimas vagas e João Chianca é o único que está dentro do grupo dos doze indicados no momento.

High Lights dia 2

O Brasil tem dez surfistas nas oitavas de final do Michelob ULTRA Pure Gold Haleiwa Challenger, oito na categoria masculina e duas na feminina, a vice-campeã mundial Tatiana Weston-Webb e Summer Macedo, já sem chances na disputa pelas seis vagas para o CT. Ao contrário, Tatiana está confirmada, assim como Deivid Silva, que vai fechar as oitavas de final com o japonês Kanoa Igarashi, o australiano Connor O´Leary que já garantiu sua permanência pelo ranking do WSL Challenger Series e o português Vasco Ribeiro.

 Vasco Ribeiro - Tony Heff

Connor foi um dos tops do CT 2021 que ficaram de fora do grupo dos 20 primeiros colocados mantidos na elite para o ano que vem. Os brasileiros Alex Ribeiro e Caio Ibelli também tentam aproveitar essa chance de conseguir a vaga na mesma temporada, com a implantação do Challenger Series como novo caminho de acesso ao CT. Além de Connor, o havaiano Ezekiel Lau e o norte-americano Jake Marshall, já garantiram seus nomes em 2022.

Restam então nove vagas para completar o grupo dos top-34 que vai disputar o título mundial do ano que vem no WSL Championship Tour. O ranking do Challenger Series está classificando até o 14.o colocado, porque dois já estão confirmados pelo CT 2021, o líder Kanoa Igarashi e Griffin Colapinto, que já aparece em terceiro lugar com os resultados das duas primeiras fases do Michelob ULTRA Pure Gold Haleiwa Challenger.

CHANCES DOS BRASILEIROS – O único brasileiro que está no G-12 no momento, é o saquaremense João Chianca, que chegou no Havaí dividindo a sexta posição com o peruano Lucca Mesinas. Ambos já caíram para o nono lugar. Isso porque o brasileiro só vai aumentar sua pontuação se chegar nas semifinais, pois está trocando 3.500 pontos do seu pior resultado entre os três computados no ranking. E o peruano perdeu em sua estreia no evento, então os dois permanecem com 11.000 pontos.

Deivid Silva - Tony Heff

Abaixo deles, tem dois surfistas que já foram eliminados, o australiano Jackson Baker em 11.o lugar com 10.700 pontos e o costa-ricense Carlos Muñoz em 12.o com 10.650. Mais dois australianos defendem as últimas posições no G-12, Callum Robson em 13.o com 10.500 pontos e Jordan Lawler em 14.o com 10.300, que tirou o brasileiro Samuel Pupo da lista.

Samuca caiu para o 16.o lugar e tem que passar mais uma bateria para atingir 10.400 pontos, trocando os 2.500 do seu pior resultado. Outros dois paulistas, Alex Ribeiro e Thiago Camarão, também têm que chegar nas quartas de final e igualarão os pontos do Samuel Pupo se conseguirem. Já Wiggolly Dantas e Jessé Mendes só conseguem ultrapassar Jordan Lawler nas semifinais, enquanto Caio Ibelli necessita ser vice-campeão para totalizar 10.750 pontos.

OITAVAS DE FINAL – Nas oitavas de final, o primeiro a competir será Jessé Mendes. Ele está em 38.o no ranking e vai enfrentar o 31.o, Jacob Willcox, o também australiano Jack Freestone e o bicampeão mundial John John Florence, que fez os recordes do Haleiwa Challenger na sexta-feira, nota 9,23 e 18,30 pontos. No confronto seguinte, entram João Chianca defendendo vaga no G-12 e Thiago Camarão tentando entrar na lista, com dois surfistas que estão fora dessa briga, o top do CT Jack Robinson (AUS) e Shion Crawford (HAV).

Na quinta bateria, está Alex Ribeiro, que divide o 21.o lugar no ranking com Camarão, com um top do CT, Griffin Colapinto (EUA), e dois com remotas chances para a elite de 2022, Billy Stairmand (NZL) e Luke Swanson (HAV). Já na sexta bateria, três brasileiros que estão na batalha para entrar no G-12, vão disputar apenas duas vagas para as quartas de final, Samuel Pupo que está em 16.o lugar, Wiggolly Dantas em 37.o e Caio Ibelli em 65.o. O australiano Kalani Ball completa o confronto e já necessita da vitória em Haleiwa.

O Michelob ULTRA Pure Gold Haleiwa Challenger tem prazo até 7 de dezembro para fechar o WSL Challenger Series 2021 e as listas dos 12 homens e das 6 mulheres que vão completar a elite que disputará os títulos mundiais de 2022 no WSL Championship Tour. O evento está sendo transmitido ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e a primeira chamada da quarta-feira será as 7h30 no Havaí, 14h30 no fuso horário de Brasília.

PRÓXIMAS BATERIAS DO HALEIWA CHALLENGER:

OITAVAS DE FINAL – 3.o=17.o lugar (US$ 2.400 e 2.200 pts) e 4.o=25.o lugar (US$ 1.900 e 1.8000 pts):
1.a: Conner Coffin (EUA), Seth Moniz (HAV), Jake Marshall (EUA), Matthew McGillivray (AFR)
2.a: Ezekiel Lau (HAV), Callum Robson (AUS), Charly Quivront (FRA), Crosby Colapinto (EUA)
3.a: John John Florence (HAV), Jack Freestone (AUS), Jessé Mendes (BRA), Jacob Willcox (AUS)
4.a: Jack Robinson (AUS), João Chianca (BRA), Thiago Camarão (BRA), Shion Crawford (HAV)
5.a: Griffin Colapinto (EUA), Alex Ribeiro (BRA), Billy Stairmand (NZL), Luke Swanson (HAV)
6.a: Caio Ibelli (BRA), Samuel Pupo (BRA), Wiggolly Dantas (BRA), Kalani Ball (AUS)
7.a: Liam O´Brien (AUS), Jordan Lawler (AUS), Ian Gentil (HAV), Cody Young (HAV)
8.a: Kanoa Igarashi (JPN), Deivid Silva (BRA), Connor O´Leary (AUS), Vasco Ribeiro (PRT)

OITAVAS DE FINAL – 3.a=17.o lugar (US$ 2.400 e 2.200 pts) e 4.a=25.o (US$ 1.900 e 1.800 pts):
1.a: Carissa Moore (HAV), Alyssa Spencer (EUA), Pauline Ado (FRA), Zoe McDougall (HAV)
2.a: Gabriela Bryan (HAV), Caitlin Simmers (EUA), Yolanda Hopkins (PRT), Brianna Cope (HAV)
3.a: Brisa Hennessy (CRI), Vahine Fierro (FRA), Philippa Anderson (AUS), Tia Blanco (EUA)
4.a: Sage Erickson (EUA), Luana C. Silva (HAV), Leticia C. Bilbao (ESP), Dimity Stoyle (AUS)
5.a: Tatiana Weston-Webb (BRA), Molly Picklum (AUS), Savanna Stone (HAV), Teresa Bonvalot (PRT)
6.a: Lakey Peterson (EUA), India Robinson (AUS), Sara Wakita (JPN), Minami Nonaka (JPN)
7.a: Macy Callaghan (AUS), Sawyer Lindblad (EUA), Sarah Baum (AFR), Summer Macedo (BRA)
8.a: Caroline Marks (EUA), Coco Ho (HAV), Bettylou Sakura Johnson (HAV), Amuro Tsuzuki (JPN)

 

Comentários