SP Contest 2018 - Campeões paulistanos coroados no Guarujá

Renan Castro vence categoria Open e conquista primeiro título paulistano na praia do Tombo


A praia do Tombo, em Guarujá, não negou fogo e proporcionou ondas de até 2 metros para definir os campeões da temporada do circuito Surf Trip SP Contest, encerrado neste domingo. Renan Castro confirmou o favoritismo ao bater os oponentes bateria após bateria e manter-se focado durante toda a temporada. Ele fez dobradinha em Maresias (na etapa de 2017 e na 2018) e no Tombo arrematou sua terceira vitória consecutiva no Surf Trip SP Contest, somando dois mil pontos no ranking.

Renan Castro. Foto:  Munir El Hage.

Renan Castro. Foto:  Munir El Hage.



“Tirei um peso dos ombros. Já disputei o circuito em outros anos, mas voltei a competir com afinco nas duas últimas temporadas. Estou muito feliz por chegar a este resultado, porque talvez no ano que vem eu vá morar em Portugal”, comenta Castro, que contou com a torcida e ajuda do pai, Flavio Medeiros, ex-técnico do time sebastianense de surf, e somou notas 8.17 e 7.07.

De volta às competições após recuperar-se de uma lesão no pé esquerdo, Bruno Romano, assegurou a segunda posição na etapa. Pedro Oliveira ficou em terceiro e Pedro Regatieri foi o quarto colocado. Na classificação geral, Oliveira ficou em segundo lugar com 1.539 pontos. Campeão da categoria em 2017, Thiago Meneses foi o terceiro com 1.341 e Regatieri - tricampeão Open-, o quarto com 1.260 pontos.

Entre os masters, após a eliminação precoce de Oliveira, então líder na semifinal, o ranking ficou embolado. Porém, Regatieri, melhor Master no ano passado, entrou em ação novamente e faturou a disputa, deixando Marco Tuba com o vice, Cadu Piolho em terceiro e Oswaldo Domingues, em quarto. Como Regatieri não brigava pelo título, essa combinação de resultados favoreceu Oliveira que garantiu assim o pentacampeonato com uma pequena diferença entre o vice-líder Tuba: 1656 pontos a 1629 pontos. Piolho somou 1620 pontos, enquanto Regatieri obteve 1420. “Não estava fazendo conta, mas sabia que tinha chances se o Pedro ganhasse, pois embolaria tudo. Depois da tristeza de ontem, quando perdi pra mim mesmo, receber esta notícia foi incrível”, comenta Oliveira.

Pedro Oliveira. Foto:  Munir El Hage.

Pedro Oliveira. Foto:  Munir El Hage.



Na Grand Master, após chegar junto em várias finais nas últimas temporadas, chegou a vez de Marco Tuba garantir o caneco do Surf Trip SP Contest ao vencer no Guarujá. Oswaldo Domingues foi o vice-campeão, Taciano Parri ficou em terceiro e Claudemir Martins, vencedor do ranking em 2017, ficou em quarto lugar. “Disputo o circuito há 10 anos e foi minha estreia na Grand Master. Peguei a boa no início da disputa e consegui controlar o tempo no restante da disputa”, comenta Tuba.

Tuba e Freddy Jacob empataram com 1.656 pontos, porem o critério de desempate leva em conta o melhor resultado na etapa final, assegurando assim o título para Tuba. Claudemir Martins obteve 1539 pontos, assim como Taciano Parri – empatados em terceiro no ranking.

Marco Tuba. Foto:  Munir El Hage.

Marco Tuba. Foto:  Munir El Hage.



Com um surf clássico, Fabio Amicci arrancou uma nota 7.17 dos juízes e faturou a etapa no Longboard para ficar com o título com apenas 10 pontos à frente de Fabio Bacalhau, vice campeão da etapa: 1810 a 1800. Em terceiro ficou Marcelo Franchini e em quarto Michel Asfo (terceiro colocado na classificação geral, com 1.458 pontos). Paulo Giachetti obteve 1187 pontos para ocupar a quarta posição no ranking.

“Minha esposa Renata Bosquete foi a primeira campeã paulistana em 2001. Já estava na minha hora, pois fui vice nos dois últimos anos. Estou muito feliz com o resultado e por ter avançado todas minhas baterias em primeiro”, comenta.

Leo Romano garantiu o bicampeonato no circuito com a vitória no Tombo ao somar 1900 pontos. Na final ele deixou para trás Rafael Pierro (2o), Dudu Asfo (3º na etapa e vice no ranking com 1.620 pontos), Martim Schultz (4o). Ian Sato, de apenas 10 anos, ficou em terceiro na classificação geral com 1312 pontos e Phillipe Neves foi o quarto com 1000 pontos.

Leo Romano. Foto:  Munir El Hage.

Leo Romano. Foto:  Munir El Hage.



Atleta do circuito brasileiro de SUP, Felippe Gaspar liderou o circuito de ponta a ponta e garantiu seu segundo título do Surf Trip SP Contest, com Paulo Giachetti em segundo lugar na disputa e no ranking com 1710 pontos. Yohanna Sarandini assegurou o bicampeonato consecutivo do circuito com o primeiro lugar no Tombo. Na segunda posição ficou Nathalia Araújo, também vice no ranking com 1710 pontos. Gabriela Menezes foi a terceira na disputa e em quarto ficou Maria Clara.

Na Open Local, Gabriel André mostrou todo seu conhecimento do pico para tirar 9,33 – maior nota do evento e garantir a vitória. Em segundo ficou Alax Soares, em terceiro Wanderson Silva e em quarto Luan Hanada.

“Encerramos uma temporada com chave-de-ouro. O circuito é pé quente e mais uma vez foi premiado com sol e altas. Estamos na contramão do mercado, garantindo a parceria com grande empresas do setor (Surf Trip, O’Neill, HD. Starter) e ainda contamos com uma ótima premiação, que inclui a viagem como prêmio final”, ressalta Dada Nascimento, organizador e idealizador do SP Contest.

Exclusivo para moradores da Grande São Paulo e capital, o circuito premia vencedores com a “viagem dos campeões”, uma surf trip completa (passagem, hospedagem, transfer) para a praia do Rosa (SC) em novembro – prêmio oferecido pela agência de viagens Surf Trip Tour.

Festa com presença de Adriano de Souza – Patrocinado pela HD, o campeão mundial de 2015, Adriano de Souza ilustra toda comunicação visual do evento e é a grande atração da festa de premiação e encerramento do circuito no dia 20 de setembro na Surf Trip Mega Store, localizada na Avenida dos Imarés, 255, a partir das 19 horas, em Moema.

Com apresentação da HD e O’Neill, a 17ª edição do Circuito SP Contest conta com patrocínio da Surf Trip, KYW e Super Tubes. Apoio: Starter, Ihouse, Surf Trip Tour, BoardAid, Rádio Cutback, Associação de Surf do Guarujá, Prefeitura Municipal do Guarujá e Secretária de Educação, Esporte e Lazer. Realização: Associação de Surf da Grande São Paulo e Federação Paulista de Surf.

Resultado

Open

1 Renan Castro

2 Bruno Romano

3 Pedro Oliveira

4 Pedro Regatieri

Master

1 Pedro Regatieri

2 Marco Tuba

3 Cadu Piolho

4 Oswaldo Domingues

Grand Master

1 Marco Tuba

2 Oswaldo Domingues

3 Taciano Parri

4 Claudemir Martins

Júnior

1 Leo Romano

2 Rafael Pierro

3 Dudu Asfo

4 Martin Schultz

Longboard

1 Fabio Amicci

2 Fabio Bacalhau

3 Marcelo Franchini

4 Michel ASfo

SUP

1 Felippe GAspar

2 Paulo Giachetti

Feminino

1 Yohanna Sarandini

2 Nathalia Araújo

3 Gabriel Menezes

4 Maria Clara

Ranking

Open

1 Renan Castro 2000 pontos

2 Pedro Oliveira 1539

3 Thiago Meneses 1341

4 Pedro Regatieri 1260

Master

1 Pedro oliveira 1656

2 Marco Tuba 1629

3 Cadu Piolho 1620

4 Pedro Regatieri 1430

Grand Master

1 Freddy Jacob 1656

1 Marco Tuba 1656

3 Claudemir Martins

3 Taciano Parri

Júnior

1 Leo Romano 1900

2 Dudu Asfo 1620

3 Ian Sato 1312

4 Phelippe Neves 1000

Longboard

1 Fabio Amicci 1810

2 Fabio Bacalhau 1800

3 Michel Asfo 1458

4 Paulo Giachetti 1187

4 Eduardo Domingues 1187

SUP

1 Felippe Gaspar 2000

2 Paulo Giachetti 1710

3 Fabio Dudziak 900

4 Beatriz Martins 729

Feminino

1 Yohanna Sarandini 2000

2 Nathalia Araujo 1710

3 Beatriz Martins 900

4 Gabriele Menezes 810

Comentários