Valentin Neves comanda o show na volta das competições ao Rio

SURF


 

Valentim Neves verticalizando -Foto: Divulgação

Mais de cem atletas se inscreveram para disputar o “Arpex Groms 2020”, primeira competição de surfe oficial a acontecer na Cidade Maravilhosa desde o início da pandemia do Covid-19, tendo de seguir um protocolo de saúde aprovado pela Vigilância Sanitária da Prefeitura do Rio. A competição, realizada pelo Arpoador Surf Club em parceria com a Federação de Surfe do Estado do Rio (FESERJ), foi válida como a etapa de abertura do Circuito Estadual da Nova Geração do Rio de Janeiro, o estadual amador fluminense para surfistas de até 18 anos de idade.

Maju Freitas levou a feminino Sub-18 - Foto: divulgação

A principal novidade do Estadual do Rio deste ano é a divisão igualitária entre as categorias masculinas e femininas. Ao todo são quatro divisões por faixa etária, sub-12, sub-14, sub-16, e sub-18, todas com uma categoria masculina e outra feminina, num total de oito categorias.Marcado para a Praia do Arpoador, o campeonato teve como palco alternativo a Praia do Diabo, que fica à esquerda da pedra do Arpoador e costuma funcionar melhor nessa época do ano.

Sunny Pires levou a Sub-16 - Foto: divulgação

E foi exatamente isso o que aconteceu, o Diabo proporcionou condições consistentes durante os dois dias de competição, com séries em torno de 1 metro no primeiro dia, quando foram realizadas as categorias sub-16 e sub-18, e “meio-metrão” no segundo dia, quando a garotada da sub-12 e sub-14 comandou as ações.O grande destaque de sábado foi Valentin Neves, filho do bicampeão brasileiro Léo Neves, falecido há exatamente um ano. Apesar de ter pouca experiência o pico, Valentin entrou em sintonia com as ondas logo na primeira bateria somando mais de 17 pontos para derrotar outro grande favorito, o saquaremense Daniel Templar (que acabou desclassificado com interferência).

Letícia Calleia levou a Sub-16 - Foto: divulgação

Nas semifinais o surfista local da Barrinha fez outra média acima dos 17 pontos, com direito a um “Superman” que levantou o público na praia. Entre os locais, o comentário era de que Valentin tinha herdado o conhecimento do pico de seu pai, que cresceu surfando no Arpoador e no Diabo.Na final, Valentin somou 15 pontos para derrotar Caio Knappi (Niterói), Lucas Ribas (Cabo Frio) e Sunny Pires (Búzios).Além de fazer final na sub-18, o surfista local da Praia de Geribá, Sunny Pires, venceu na sub-16, deixando pra trás três surfistas que treinam na zona oeste do Rio, Cauet Frazão, Yan Sondhal, e Igor Shibata.

Rickson Falcão levou a Sub-14  - Foto: divulgação

Nas categorias femininas, a campeã brasileira Maju Freitas confirmou seu favoritismo vencendo na Sub-18, deixando a paraibana Nalanda Carvalho em segundo, Julia Duarte em terceiro, e Mariana Areno em quarto.Na sub-16, outra surfista do Recreio, Letícia Calleia, venceu com autoridade, deixando suas companheiras de treino, Luana Paes e Sarah Ozório em segundo e terceiro, respectivamente, e outra paraibana, Evely Kaline, em quarto.O segundo dia de competições teve início com um minuto de silencio em memória a Ismael Miranda, lenda do surf brasileiro e árbitro local, que faleceu recentemente vítima do Coronavírus.

Aisha Ratto levou na Sub-14 - Foto: divulgação

Depois da homenagem, a novíssima geração do surf carioca entrou em cena, com a adição de alguns talentosos atletas de outros Estados. O grande destaque do dia foi o novo fenômeno do Rio Grande do Norte, Arthur Vilar, atleta de apenas oito anos que inclusive é apoiado pelo campeão mundial Ítalo Ferreira.Arthur mostrou muita técnica e agilidade para atacar as ondas rápidas e cavadas da Praia do Diabo, empolgando o público presente. O menino prodígio venceu na Sub-12 somando mais de 16 pontos na bateria final para deixar Nathan Hereda em segundo, Artur Ferreira em terceiro, João Victor Coutinho em quarto, Igor Oberlander em quinto e Noah Sathler, do Espírito Santo, em sexto.

Artur Villar venceu na Sub-12 - Foto: divulgação

Na Sub-14, um duelo à parte entre dois representantes da novíssima geração de Saquarema, Rickson Falcão e Rafael Lutfy. Rickson, de backside, e Rafael, de frontside, atacaram com maestria as direitas da Praia do Diabo com pequena vantagem para Rickson (11,83 contra 11,24 pontos). Completaram a final o paranaense Ryan Coelho (3º), Pedro Lima (4º) e outro saquaremense, Antônio Carvalho (5º).Na Feminino Sub-12, enfrentando condições difíceis na final com vento maral, a grande campeã foi Lanay Thompson, seguida por Sofia Tinoco, Letícia Calleia, e Maria Eduarda.Já na Sub-14, a buziana Aysha Ratto largou na frente na luta pelo título de campeã estadual, deixando Sarah Ozório em segundo, Sofia Tinoco em terceiro, e Juliana Alvarez em quarto.

Lanay Thompson, campeã da Sub-12, nos ombros de seu pai, Dionísio - Foto: divulgação

Para encerrar a festa, entraram na água as equipes da categoria Escolinha, onde as crianças das escolinhas de surfe locais também puderam participar do evento, de forma lúdica, sem pontuação e colocação. Todos saíram felizes com uma medalha no peito.A próxima etapa do Estadual do Rio será em Cabo Frio, nos dias 12 e 13 de dezembro. A competição será realizada pelo Cabo Frio Surf Clube em parceria com a FESERJ.

O staff da etapa - Foto: divulgação

Antes disso, os jovens atletas cariocas terão a oportunidade de disputar pela primeira vez na história os Jogos Estudantis, na Praia da Barra da Tijuca, nos dias 05 e 06 de dezembro.Quem quiser ver mais fotos do Arpex Groms pode procurar no aplicativo Banlek, co-patrocinador do evento. Os álbuns estão liberados sem custo (basta colocar no carrinho que as fotos serão liberadas):

Sábado: https://banlek.com/album/2d67 (manhã)
Sábado: https://banlek.com/album/2d65 (tarde)
Domingo: https://banlek.com/album/2d72
Domingo: https://banlek.com/album/2d73 (dentro d’água)

Todas as notas das baterias e resultados completos, assim como os rankings, podem ser acessados na página da FESERJ no site da Live Heats, sistema de gestão de competições que foi utilizado neste evento: https://liveheats.com.br/feserj

Apresentado pela FESERJ e pela Banlek, o “Arpex Groms 2020” contou com o co-patrocínio da Piranha Surf, Silverbay e Udo Bastos, e o apoio da OFS - Only for Surfers, Superglass, Fu Wax, Boards Co, Dojo Cid Nascimento, e Prancha Amsler. A realização foi do Arpoador Surf Club – ASC.

Resultados do Arpex Groms 2020 – Primeira etapa do Circuito Estadual Nova Geração do Rio de Janeiro 2020

Sub-18 Masculino
1 Valentin Neves (Saquarema)
2 Caio Knappi (Niterói)
3 Lucas Ribas (Cabo Frio)
4 Sunny Pires (Búzios)

Sub-18 Feminino
Maju Freitas (Rio)
Nalanda Carvalho (PB)
Julia Duarte (Rio)
Mariana Areno (Rio)

Sub-16 Masculino
1 Sunny Pires (Búzios)
2 Cauet Frazão (Rio)
3 Yan Sondhall (Rio)
4 Igor Shibata (Rio)

Sub-16 Feminino
Letícia Calleia (Rio)
Luana Paes (Rio)
Sarah Ozório (Rio)
Evely Kaline (PB)

Sub-14 Masculino
1 Rickson Falcão (Saquarema)
2 Rafael Lutfy (Saquarema)
3 Ryan Coelho (PR)
4 Pedro Lima (Cabo Frio)
5 Antônio Carvalho (Saquarema)

Sub-14 Feminino
1 Aysha Ratto (Búzios)
2 Sarah Ozório (Rio)
3 Sofia Tinoco (Rio)
4 Juliana Alvarez (Niterói)

Sub-12 Masculino
1 Arthur Vilar (RN)
2 Nathan Hereda (Rio)
3 Arthur Ferreira (Rio)
4 João Victor Coutinho (Rio)
5 Igor Oberlander (Niterói)
6 Noah Sathler (ES)

Sub-12 Feminino
Lanay Thompson (Rio)
Sofia Tinoco (Rio)
Letícia Calleia (Rio)
Maria Eduarda (Rio)

 

 

Comentários