Notícias

>

Deivid Silva é o Brasil nas quartas de final do GWM Sydney Surf Pro

CS

Escrito por

João Carvalho

|

Publicado em:

24/05/2022

|

Atualizado em:

23/05/2022

-

08:00

|

4 min de leitura

4 min de leitura

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Deivid Silva voando em Manly Beach – Foto:  Beatriz Ryder

O paulista Deivid Silva foi o único brasileiro a passar para as quartas de final do GWM Sydney Surf Pro apresentado pela Rip Curl na Austrália. Ele vai enfrentar o italiano Leonardo Fioravanti na disputa pela última vaga para as semifinais desta segunda etapa do World Surf League (WSL) Challenger Series 2022. Nas boas ondas de 2-3 pés da segunda-feira, Michael Rodrigues perdeu uma batalha de recordes para o indonesiano Rio Waida e Alex Ribeiro foi eliminado pelo australiano Ryan Callinan. A primeira chamada para o dia das finais, será as 7h00 da terça-feira na Austrália, 18h00 da segunda-feira no Brasil, ao vivo pelo WorldSurfLeague.com.

A carioca Chloe Calmon é a outra esperança de título para o Brasil no GWM Sydney Surf Pro apresentado pela Rip Curl. Ela está na primeira semifinal do Longboard com a australiana Tully White e a outra será entre a tricampeã mundial Honolua Blomfield e a norte-americana Soleil Errico. Em Manly Beach, está sendo disputada a primeira das três etapas do World Longboard Tour, que irão decidir os títulos mundiais da temporada 2022. A Austrália também está abrindo a batalha pelas vagas para o World Surf League Championship Tour de 2023.

Michael Rodrigues – Foto:  Beatriz Ryder

A primeira etapa aconteceu na Gold Coast e nenhum brasileiro chegou no último dia em Snapper Rocks. Em Sidney, Deivid Silva se classificou mostrando a força do seu frontside nas esquerdas de Manly Beach. Com notas 7,33 e 8,07 nas melhores que surfou, derrotou o francês Jorgann Couzinet por 15,40 a 10,50 pontos. DVD já festejou vitória nas ondas de Manly Beach em 2018 e vai tentar o primeiro título do Brasil no WSL Challenger Series de 2022.

A bateria anterior foi mais fraca de ondas e o australiano Ryan Callinan pegou as melhores, para vencer Alex Ribeiro por 13,83 a 10,00 pontos. Já a outra derrota do Brasil aconteceu numa verdadeira batalha de recordes no GWM Sydney Surf Pro apresentado pela Rip Curl. Michael Rodrigues mostrou mais uma vez, que era o melhor surfista do campeonato com seu ataque de backside nas esquerdas de Manly Beach.

BATALHA DE RECORDES – O cearense já começou muito bem a bateria contra o surfista da Indonésia, Rio Waida. Ele pegou uma onda boa e mandou três manobras muito fortes com velocidade, para largar na frente com nota 8,17. O indonesiano respondeu com 7,17 em sua primeira onda. Depois, Michael Rodrigues achou outra esquerda armando uma parede lisinha, para ele fazer uma série de quatro batidas e rasgadas muito potentes, abrindo grandes leques de água. Os juízes deram nota 9,50 para ele, a maior de todo o campeonato.

Teresa Bonvalot  –  Foto: Beatriz Ryder

Com os 17,67 pontos que totalizou, Michael Rodrigues se tornava o recordista absoluto do GWM Sydney Surf Pro. Ou seja, ele venceria todas as 45 baterias disputadas nas ondas de Manly Beach até ali, menos essa. O indonesiano usou a mesma fórmula dele nas esquerdas, para continuar na briga com nota 9,00. Depois, surfou bem de novo, com batidas verticais de backside debaixo do lip, que valeram 8,80. Os dois fizeram as maiores somatórias do campeonato e, por incríveis 17,80 a 17,67 pontos, Rio Waida avançou para as quartas de final.

SEMIFINAIS FEMININAS – A segunda-feira foi encerrada pelas quartas de final femininas, antes das condições do mar se deteriorarem em Manly Beach. Na primeira bateria do dia, a jovem norte-americana Caitlin Simmers, fez a maior somatória feminina do GWM Sydney Surf Pro apresentado pela Rip Curl. Ela atingiu 17,30 pontos na oitava de final norte-americana com Kirra Pinkerton, somando notas 8,67 e 8,63.

No entanto, no confronto que acabou sendo o último da segunda-feira, Catitlin Simmers foi barrada por Sophie McCulloch por 12,10 a 11,30 pontos. Sophie vai fazer um duelo australiano com Nikki Van Dijk na segunda semifinal. Na outra, duas surpresas desta etapa disputarão a primeira vaga para uma final inédita para elas, a portuguesa Teresa Bonvalot e a havaiana Keala Tomoda-Bannert.

Rio Waida e Michael Rodrigues confraternizam após uma bateria super acirrada – Foto: Beatriz Ryder 

ÚLTIMO DIA DO GWM SYDNEY SURF PRO NA AUSTRÁLIA:

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 5.000 pontos:
1.a: Brodi Sale (HAV) x Rio Waida (IDN)
2.a: Jett Schilling (EUA) x Kade Matson (EUA)
3.a: Ryan Callinan (AUS) x Imaikalani Devault (HAV)
4.a: Deivid Silva (BRA) x Leonardo Fioravanti (ITA)

SEMIFINAIS FEMININAS – 3.o lugar com 6.500 pontos:
1.a: Keala Tomoda-Bannert (HAV) x Teresa Bonvalot (PRT)
2.a: Nikki Van Dijk (AUS) x Sophie McCulloch (AUS)

RESULTADOS DA SEGUNDA-FEIRA EM MANLY BEACH:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 3.500 pontos:
1.a: Brodi Sale (HAV) 12,00 x 9,00 Dylan Moffat (AUS)
2.a: Rio Waida (IDN) 17,80 x 17,67 Michael Rodrigues (BRA)
3.a: Jett Schilling (EUA) 15,33 x 15,17 Jordan Lawler (AUS)
4.a: Kade Matson (EUA) 12,86 x 12,20 Morgan Cibilic (AUS)
5.a: Imaikalani Devault (HAV) 12,50 x 10,67 Mihimana Braye (TAH)
6.a: Ryan Callinan (AUS) 13,83 x 10,00 Alex Ribeiro (BRA)
7.a: Deivid Silva (BRA) 15,40 x 10,50 Jorgann Couzinet (FRA)
8.a: Leonardo Fioravanti (ITA) 14,60 x 12,46 Ketut Agus (IDN)

OITAVAS DE FINAL FEMININAS – baterias restantes do domingo:
————9.o lugar com 3.500 pontos
7.a: Caitlin Simmers (EUA) 17,30 x 16,20 Kirra Pinkerton (EUA)
8.a: Sophie McCulloch (AUS) 13,27 x 10,40 Sara Wakita (JPN)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 5.000 pontos:
1.a: Keala Tomoda-Bannert (HAV) 12,77 x 6,17 Luana Silva (BRA)
2.a: Teresa Bonvalot (PRT) 13,23 x 7,70 Sarah Baum (AFR)
3.a: Nikki Van Dijk (AUS) 16,97 x 16,33 Alyssa Spencer (EUA)
4.a: Sophie McCulloch (AUS) 12,10 x 11,30 Caitlin Simmers (EUA)

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp




Deixar um comentário

Você vai se interessar também

A praia de Itacoatiara, em Niterói, recebeu mais uma vez a elite do surfe brasileiro de ondas grandes. Desta vez, no entanto, os big riders deixaram de lado a disputa da terceira janela do Itacoatiara Big Wave 2022 e surfaram as melhores ondas como exibição em técnicas e manobras radicais.

A organização do IBW está na expectativa de um grande swell na Laje do Shock para a sexta-feira, dia 12, com ondas que podem chegar a quatro metros

Conforme as previsões indicavam, os primeiros dias de disputa da penúltima etapa do CT 2022, Tahiti Pro, não terá baterias na água nos dois primeiros dias da janela de espera, que vai de 11 a 21 de agosto, em Teahupoo, Taiti.

Após reunião com membros e parte da diretoria, e, devido os alertas de ressaca e fortes ventos emitido pela Marinha e Defesa Civil, a ASS sempre visando a segurança dos atletas, especialmente os de base e estreantes, decidiu adiar a 2ª etapa do circuito Tríplice Coroa Saquarema de Surf para os dias 27 e 28 de Agosto na Praia de Itaúna.

A Federação de Surf do Estado de São Paulo apresenta o ranking do Circuito Paulista de Surf Profissional 2022, após a primeira etapa finalizada na Praia de Maresias, no último domingo (7)

O potiguar Ítalo Ferreira, campeão mundial de 2019 e terceiro no ranking de 2021 dominado pelo Brasil, com Gabriel Medina conquistando o tricampeonato na melhor de três com Filipe Toledo, chega ao Taiti ameaçado por três surfistas.

Terceira etapa de 2022 do maior evento de esportes aquáticos do mundo ocorre em Saquarema. Disputas do SUP Wave começam no dia 18 de agosto

Confira o vídeo da final entre João Chianca e o havaiano Ezekiel Lau.  Chianca finalizou na segunda posição, e com o resultado  entrou na lista dos 10 surfistas que o ranking do Challenger Series classificará para o World Surf League Championship Tour de 2023. 

A Praia de Itacoatiara foi palco, na manhã do domingo (31), da competição de surfe de Tow-In, modalidade em que o surfista é rebocado por um jet ski. A disputa foi a segunda janela do Itacoatiara Big Wave 2022. A sessão de hoje vai marcar a história do surfe na cidade, segundo organizadores e surfistas.

Os havaianos dominaram os pódios em Huntington Beach, conquistando três dos quatro títulos disputados no domingo de praia lotada na Califórnia, Estados Unidos. O último foi do Ezekiel Lau na final com o brasileiro João Chianca,

Ação do contribuinte é importante para o sustento e independência da instituição com sede no Guarujá (SP)

As quartas de final masculinas e femininas do Vans US Open of Surfing, só serão realizadas no sábado (6), pois a sexta-feira ficará reservada para a continuação do Mundial de Longboard, em Huntington Beach.

Saquarema Surf Festival é transferido de setembro para outubro, Punta Rocas Open Pro é adiado de outubro para novembro no Peru, Arica Pro Tour promove o primeiro QS 5000 do calendário no Chile, Circuito Banco do Brasil de Surfe define seus campeões em Ubatuba

Este é o quarto prêmio do curta metragem, dirigido por Ju Martins, que foi gravado em Búzios (RJ), durante a primeira clínica internacional do projeto, promovida pelo carioca bicampeão mundial de longboard

O brasileiro João Chianca e o peruano Lucca Mesinas foram os únicos sul-americanos que passaram para as quartas de final do Vans US Open of Surfing na Califórnia, Estados Unidos. Eles só voltam a competir na sexta-feira e Lucca vai enfrentar o norte-americano Eithan Osborne na segunda bateria, enquanto Chumbinho disputará a última vaga para as semifinais com o australiano Ryan Callinan.

  O Hang Loose Surf Attack 2022 realizou sua segunda etapa na Praia do Tombo, no último final de semana (29 a

Últimas notícias

A praia de Itacoatiara, em Niterói, recebeu mais uma vez a elite do surfe brasileiro de ondas grandes. Desta vez, no entanto, os big riders deixaram de lado a disputa da terceira janela do Itacoatiara Big Wave 2022 e surfaram as melhores ondas como exibição em técnicas e manobras radicais.

A organização do IBW está na expectativa de um grande swell na Laje do Shock para a sexta-feira, dia 12, com ondas que podem chegar a quatro metros

Conforme as previsões indicavam, os primeiros dias de disputa da penúltima etapa do CT 2022, Tahiti Pro, não terá baterias na água nos dois primeiros dias da janela de espera, que vai de 11 a 21 de agosto, em Teahupoo, Taiti.

Após reunião com membros e parte da diretoria, e, devido os alertas de ressaca e fortes ventos emitido pela Marinha e Defesa Civil, a ASS sempre visando a segurança dos atletas, especialmente os de base e estreantes, decidiu adiar a 2ª etapa do circuito Tríplice Coroa Saquarema de Surf para os dias 27 e 28 de Agosto na Praia de Itaúna.

A Federação de Surf do Estado de São Paulo apresenta o ranking do Circuito Paulista de Surf Profissional 2022, após a primeira etapa finalizada na Praia de Maresias, no último domingo (7)

O potiguar Ítalo Ferreira, campeão mundial de 2019 e terceiro no ranking de 2021 dominado pelo Brasil, com Gabriel Medina conquistando o tricampeonato na melhor de três com Filipe Toledo, chega ao Taiti ameaçado por três surfistas.

Terceira etapa de 2022 do maior evento de esportes aquáticos do mundo ocorre em Saquarema. Disputas do SUP Wave começam no dia 18 de agosto

Confira o vídeo da final entre João Chianca e o havaiano Ezekiel Lau.  Chianca finalizou na segunda posição, e com o resultado  entrou na lista dos 10 surfistas que o ranking do Challenger Series classificará para o World Surf League Championship Tour de 2023. 

A Praia de Itacoatiara foi palco, na manhã do domingo (31), da competição de surfe de Tow-In, modalidade em que o surfista é rebocado por um jet ski. A disputa foi a segunda janela do Itacoatiara Big Wave 2022. A sessão de hoje vai marcar a história do surfe na cidade, segundo organizadores e surfistas.

Os havaianos dominaram os pódios em Huntington Beach, conquistando três dos quatro títulos disputados no domingo de praia lotada na Califórnia, Estados Unidos. O último foi do Ezekiel Lau na final com o brasileiro João Chianca,

Ação do contribuinte é importante para o sustento e independência da instituição com sede no Guarujá (SP)

As quartas de final masculinas e femininas do Vans US Open of Surfing, só serão realizadas no sábado (6), pois a sexta-feira ficará reservada para a continuação do Mundial de Longboard, em Huntington Beach.

Saquarema Surf Festival é transferido de setembro para outubro, Punta Rocas Open Pro é adiado de outubro para novembro no Peru, Arica Pro Tour promove o primeiro QS 5000 do calendário no Chile, Circuito Banco do Brasil de Surfe define seus campeões em Ubatuba

Este é o quarto prêmio do curta metragem, dirigido por Ju Martins, que foi gravado em Búzios (RJ), durante a primeira clínica internacional do projeto, promovida pelo carioca bicampeão mundial de longboard

O brasileiro João Chianca e o peruano Lucca Mesinas foram os únicos sul-americanos que passaram para as quartas de final do Vans US Open of Surfing na Califórnia, Estados Unidos. Eles só voltam a competir na sexta-feira e Lucca vai enfrentar o norte-americano Eithan Osborne na segunda bateria, enquanto Chumbinho disputará a última vaga para as semifinais com o australiano Ryan Callinan.

  O Hang Loose Surf Attack 2022 realizou sua segunda etapa na Praia do Tombo, no último final de semana (29 a

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Agende sua aula