Notícias

>

Surfistas do Rio de Janeiro brilham no LayBack Pro Rio nas boas ondas da Prainha

Escrito por

João Carvalho

|

Publicado em:

17/06/2022

|

Atualizado em:

17/06/2022

-

09:32

|

5 min de leitura

5 min de leitura

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Anderson da Silva o “Picachu” quebrou na Prainha – Foto: Luiz Blanco

O jovem carioca Anderson da Silva, o Pikachu criado nas ondas do Arpoador, estabeleceu novos recordes para o LayBack Pro Rio na bateria mais aguardada do dia. Com o feriado na quinta-feira, um grande público compareceu na Prainha e vibrou com o show de surfe comandado pelos surfistas do Rio de Janeiro. Anderson Pikachu conseguiu uma nota 9,5 e atingiu 16,93 pontos, para derrotar um dos favoritos, João Chianca, que estava na elite do CT esse ano. O cearense Cauã Costa, que mora no Rio de Janeiro, também brilhou e a peruana Daniella Rosas ganhou a primeira bateria feminina na primeira etapa do World Surf League (WSL) Qualifying Series na Prainha.

Picachu sendo entrevistado por Marina Werneck – Foto: Luiz Blanco

“A onda que eu consegui fazer a maior nota do campeonato, foi uma esquerda muito boa. O meu forte é o backside, então eu já estava procurando as esquerdas e sobrou a melhor onda pra mim. Eu estava no lugar certo e consegui fazer as manobras que eu queria”, disse Anderson da Silva. “Eu só tenho que agradecer a Deus, porque a bateria estava pesada demais, mas deu tudo certo e vamos com foco total pra próxima fase. Este é meu primeiro QS esse ano e eu sabia que a bateria ia ser pesada, com o Leandrinho (Leandro Bastos), o João Chumbinho, mas cheguei dentro d´água e dei o meu melhor para vencer”.

Leandro Bastos e João Chianca já tem vitórias do QS no currículo e eram os favoritos, mas o surfista da comunidade do Cantagalo, fruto do projeto do Arpoador Surf Club e da Favela Surf Club, que tira as crianças da ociosidade para surfar, fazer treinamentos, consertar pranchas, achou a melhor onda que entrou na Prainha nos dois primeiros dias do LayBack Pro Rio. A esquerda armou o paredão, para ele mandar uma série de três manobras muito potentes de backside, atacando os pontos mais críticos da onda para ganhar nota 9,50 dos juízes.

Vitor Ferreira – Foto: Luiz Blanco

Depois, Anderson Pikachu surfou bem outra esquerda e somou 7,43 na vitória por 16,93 pontos, ultrapassando os 16,06 do paraibano José Francisco, que era o maior placar do campeonato. Essa bateria foi disputada na melhor hora do mar na quinta-feira, com todos tendo oportunidade de surfar boas ondas. A batalha pela segunda vaga para a terceira fase foi intensa, com João Chianca e Leandro Bastos ganhando nota 7,33 na melhor onda deles. Chumbinho se classificou, mas foi por uma pequena diferença de 14,23 a 13,90 pontos.

“Este ano está diferente pra mim, parece que as baterias de alto nível estão me perseguindo. Eu só pego atletas de alto nível, sempre no dia deles e não foi diferente dessa vez”, disse João Chianca. “O Anderson (da Silva) pegou a melhor onda do dia realmente. Eu vi ali de trás, que ele fez três manobras muito boas. Fora isso, tinha o Leandro também, que já me treinou e fez uma bateria páreo duro comigo. Estou feliz, porque a Prainha é um lugar mágico, que eu tenho usado muito como campo de treinamento. Então, é bom finalmente estar competindo aqui, mostrando um pouco do que eu tenho treinado esse tempo todo”.

João Chianca – Foto: Luiz Blanco

BATERIAS QUE VÃO ABRIR A SEXTA-FEIRA DO LAYBACK PRO RIO:

08h00: TERCEIRA FASE – 3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts):
1.a: Ryan Kainalo (BRA), Gabriel Klaussner (BRA), Martin Ottado (URU), Lucas Catapam (BRA)
2.a: Vitor Ferreira (BRA), Uriel Sposaro (BRA), Daniel Templar (BRA), Lukas Camargo (BRA)
3.a: João Chianca (BRA), Renan Pulga (BRA), Luan Wood (BRA), Valentin Neves (BRA)
4.a: Wiggolly Dantas (BRA), Igor Moraes (BRA), Daniel Matos (BRA), Anderson da Silva (BRA)
5.a: Krystian Kymerson (BRA), Cauã Costa (BRA), Pedro Neves (BRA), Patrick Plachi (BRA)
6.a: José Gundesen (ARG), Marcos Correa (BRA), Walley Guimarães (BRA), Fernando Junior (BRA)
7.a: Edgard Groggia (BRA), Samuel Igo (BRA), Cauã Gonçalves (BRA), Rickson Falcão (BRA)
8.a: Gabriel André (BRA), Santiago Muniz (ARG), Heitor Mueller (BRA), Pedro Dib (BRA),

11h20: SEGUNDA FASE FEMININA – 1.a e 2.a=Quartas de Final:
—— 3.a=9.o lugar (350 pontos) e 4.a=13.o lugar (295 pts)
1.a: Tainá Hinckel (BRA), Valeria Ojeda (VNZ), Daniella Rosas (PER), Mariana Areno (BRA)
2.a: Kiany Hyakutake (BRA), Silvana Lima (BRA), Julia Duarte (BRA), Larissa dos Santos (BRA)
3.a: Laura Raupp (BRA), Summer Macedo (BRA), Melanie Giunta (PER), Juliana dos Santos (BRA)
4.a: Sophia Medina (BRA), Yanca Costa (BRA), Yasmin Neves (BRA), Isabelle Nalu (BRA)

RESULTADOS DA QUINTA-FEIRA NA PRAINHA:

PRIMEIRA FASE – 3.a=17.o lugar (200 pts) e 4.a=21.o lugar (174 pts):
1.a: 1-Daniella Rosas (PER), 2-Julia Duarte (BRA), 3-Kyany Cristina (BRA)
2.a: 1-Larissa dos Santos (BRA), 2-Mariana Areno (BRA), 3-Maria Eduarda (BRA)
3.a: 1-Melanie Giunta (PER), 2-Yasmin Neves (BRA), 3-Sophia Gonçalves (BRA)
4.a: 1-Isabelle Nalu (BRA), 2-Juliana dos Santos (BRA), 3-Rafaella Montesi (CHL)

SEGUNDA FASE MASCULINA – entrada dos 32 cabeças de chave:
——–3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=49.o lugar (60 pts)
1.a: 1-Ryan Kainalo (BRA), 2-Daniel Templar (BRA), 3-Leon De La Torre (CHL), 4-Felipe Ximenes (BRA)
2.a: 1-Gabriel Klaussner (BRA), 2-Lukas Camargo (BRA), 3-Diego Aguiar (BRA), 4-Leo Andrade (BRA)
3.a: 1-Vitor Ferreira (BRA), 2-Martin Ottado (URU), 3-José Francisco (BRA), 4-Felipe Oliveira (BRA)
4.a: 1-Uriel Sposaro (BRA), 2-Lucas Catapam (BRA), 3-Weslley Dantas (BRA), 4-Luis Henrique Araujo (BRA)
5.a: 1-Luan Wood (BRA), 2-Igor Moraes (BRA), 3-Janninfer de Sousa (BRA), 4-Edson de Pra (BRA)
6.a: 1-Renan Pulga (BRA), 2-Daniel Matos (BRA), 3-Niccolas Padaratz (BRA), 4-Matheus Navarro (BRA)
7.a: 1-Wiggolly Dantas (BRA), 2-Valentin Neves (BRA), 3-Noel De La Torre (CHL), 4-Samuel Joquinha (BRA)
8.a: 1-Anderson da Silva (BRA), 2-João Chianca (BRA), 3-Leandro Bastos (BRA), 4-Glauciano Rodrigues (BRA)
9.a: 1-Patrick Plachi (BRA), 2-José Gundesen (ARG), 3-Kayan Medeiros (BRA), 4-Luiz Henrique Rosa (BRA)
10: 1-Cauã Costa (BRA), 2-Walley Guimarães (BRA), 3-Daniel Adisaka (BRA), 4-Gustavo Fernandes (BRA)
11: 1-Marcos Correa (BRA), 2-Krystian Kymerson (BRA), 3-Sunny Pires (BRA), 4-Theo Fresia (BRA)
12: 1-Fernando Junior (BRA), 2-Pedro Neves (BRA), 3-Gabriel Paiva (BRA), 4-Rafael Teixeira (BRA)
13: 1-Cauã Gonçalves (BRA), 2-Heitor Mueller (BRA), 3-Kim Matheus (BRA), 4-Ivo Gothardo (BRA)
14: 1-Edgard Groggia (BRA), 2-Santiago Muniz (ARG), 3-Cauet Frazão (BRA), 4-Rodrigo Saldanha (BRA)
15: 1-Pedro Dib (BRA), 2-Samuel Igo (BRA), 3-Philippe Neves (BRA), 4-Israel Junior (BRA)
16: 1-Gabriel André (BRA), 2-Rickson Falcão (BRA), 3-Luciano Brulher (BRA), 4-Pedro Martins (BRA)

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp




Deixar um comentário

Você vai se interessar também

Todo esporte tem suas paixões e apaixonados. Talvez essa máxima não se aplique seja uma unanimidade, mas escrevo ainda sob efeito de uma, digamos assim, imersão na etapa brasileira do CT, finalizada terça-feira, 28 de junho, em Saquarema.

A segunda etapa do Circuito Profissional da Confederação Brasileira de Surf será disputada entre os dias 4 e 10 de julho na Praia da Vila em Saquarema

Nesta terça-feira 28 de junho foi finalizada a oitava etapa do CT 2022, O Oi Rio Pro 2022 . O atual líder do ranking Filipe Toledo, levou a melhor sobre o também brasileiro Samuel Pupo. Na final Filipe mostrou porquê é o atual número 1 do mundo

O Oi Rio Pro 2022 realizará as semifinais nesta terça-feira 28 de junho. O mar amanheceu liso, com ondas em torno de 1m, séries maiores e boa formação em Itaúna, Saquarema.

A segunda-feira, 27 de junho já entrou para a história do surfe mundial. Com a classificação de quatro surfistas brasileiros para as semifinais, e já temos a certeza de que o título do Oi Rio Pro 2022 ficará no Brasil.

O Oi Rio Pro segue nesta segunda-feira, 27 de junho. As ondas estão com cerca de 1,5m, séries maiores, com formação bastante irregular, porém, algumas séries entram mais limpas.

Nesta segunda-feira, 27 de junho, o mar amanheceu com ondas em torno de 1,5m com séries atingindo 2m, conforme apontavam as previsões. A organização do Oi Rio Pro 2022, decidiu fazer a primeira chamada para o evento às 9h35 por conta da variação de maré.

O fotógrafo Luciano Cabal captou alguns momentos incríveis do surfe de alto nível apresentado pelos atletas do CT durante as baterias realizadas

O domingo ( 26/6) amanheceu com céu nublado, vento sudoeste forte e mar mexido, sem boas ondas na Praia de Itaúna para a continuação do Oi Rio Pro apresentado por Corona em Saquarema. O segundo "day-off" da etapa brasileira do World Surf League (WSL) Championship Tour foi confirmado na primeira chamada do dia e a próxima anunciada para as 7h15 da segunda-feira na Capital Nacional do Surf.

A organização do Oi Rio Pro 2022 decidiu por não realizar o evento neste sábado, 25 de junho. O mar baixou bastante em relação a ontem, e há previsão de que um swell com boa intensidade entre em Itaúna, a partir de amanhã.

Oi Rio Pro 2022 segue com altas ondas, praia cheia e muita ação! Na sequência de disputas realizadas nesta sexta-feira, 24 de junho, foram disputadas as baterias da repescagem masculina. O principal destaque da fase ficou por conta de Caio Ibelli, que conseguiu a primeira nota 10 da competição, e de sua carreira no CT.

O Oi Rio Pro 2022, oitava etapa do CT 2022, realizou as disputas das repescagens da categoria feminino nesta sexta-feira, 24 de junho. O dia amanheceu com a maré cheia, e ondas em torno de 1,5m, séries demoradas, porém, com boas direitas abrindo em direção à laje de Itaúna.

Nesta sexta-feira, 24 de junho, o mar amanheceu com ondas em torno de 1,5 na séries, em Saquarema, Itaúna, onde está sendo disputada o Oi Rio Pro, oitava etapa do CT 2022. As primeiras baterias a entrar na água em Itaúna serão as disputas da repescagem femininas. Na sequência há chances de as baterias da mesma fase, masculino, sejam realizadas.

A primeira fase da categoria Masculino do Oi Rio Pro, realizada na quinta-feira, 23 de junho, começou com o brasileiro Ítalo Ferreira

  O Oi Rio Pro segue com força total nesta quinta-feira, 23 de junho. A competição, válida como sétima etapa do CT

Conforme as previsões apontava, o mar subiu em Itaúna nesta quinta-feira, 23 de junho, primeiro dia de disputas do Oi Rio Pro, sétima etapa do CT 2022.

Últimas notícias

Todo esporte tem suas paixões e apaixonados. Talvez essa máxima não se aplique seja uma unanimidade, mas escrevo ainda sob efeito de uma, digamos assim, imersão na etapa brasileira do CT, finalizada terça-feira, 28 de junho, em Saquarema.

A segunda etapa do Circuito Profissional da Confederação Brasileira de Surf será disputada entre os dias 4 e 10 de julho na Praia da Vila em Saquarema

Nesta terça-feira 28 de junho foi finalizada a oitava etapa do CT 2022, O Oi Rio Pro 2022 . O atual líder do ranking Filipe Toledo, levou a melhor sobre o também brasileiro Samuel Pupo. Na final Filipe mostrou porquê é o atual número 1 do mundo

O Oi Rio Pro 2022 realizará as semifinais nesta terça-feira 28 de junho. O mar amanheceu liso, com ondas em torno de 1m, séries maiores e boa formação em Itaúna, Saquarema.

A segunda-feira, 27 de junho já entrou para a história do surfe mundial. Com a classificação de quatro surfistas brasileiros para as semifinais, e já temos a certeza de que o título do Oi Rio Pro 2022 ficará no Brasil.

O Oi Rio Pro segue nesta segunda-feira, 27 de junho. As ondas estão com cerca de 1,5m, séries maiores, com formação bastante irregular, porém, algumas séries entram mais limpas.

Nesta segunda-feira, 27 de junho, o mar amanheceu com ondas em torno de 1,5m com séries atingindo 2m, conforme apontavam as previsões. A organização do Oi Rio Pro 2022, decidiu fazer a primeira chamada para o evento às 9h35 por conta da variação de maré.

O fotógrafo Luciano Cabal captou alguns momentos incríveis do surfe de alto nível apresentado pelos atletas do CT durante as baterias realizadas

O domingo ( 26/6) amanheceu com céu nublado, vento sudoeste forte e mar mexido, sem boas ondas na Praia de Itaúna para a continuação do Oi Rio Pro apresentado por Corona em Saquarema. O segundo "day-off" da etapa brasileira do World Surf League (WSL) Championship Tour foi confirmado na primeira chamada do dia e a próxima anunciada para as 7h15 da segunda-feira na Capital Nacional do Surf.

A organização do Oi Rio Pro 2022 decidiu por não realizar o evento neste sábado, 25 de junho. O mar baixou bastante em relação a ontem, e há previsão de que um swell com boa intensidade entre em Itaúna, a partir de amanhã.

Oi Rio Pro 2022 segue com altas ondas, praia cheia e muita ação! Na sequência de disputas realizadas nesta sexta-feira, 24 de junho, foram disputadas as baterias da repescagem masculina. O principal destaque da fase ficou por conta de Caio Ibelli, que conseguiu a primeira nota 10 da competição, e de sua carreira no CT.

O Oi Rio Pro 2022, oitava etapa do CT 2022, realizou as disputas das repescagens da categoria feminino nesta sexta-feira, 24 de junho. O dia amanheceu com a maré cheia, e ondas em torno de 1,5m, séries demoradas, porém, com boas direitas abrindo em direção à laje de Itaúna.

Nesta sexta-feira, 24 de junho, o mar amanheceu com ondas em torno de 1,5 na séries, em Saquarema, Itaúna, onde está sendo disputada o Oi Rio Pro, oitava etapa do CT 2022. As primeiras baterias a entrar na água em Itaúna serão as disputas da repescagem femininas. Na sequência há chances de as baterias da mesma fase, masculino, sejam realizadas.

A primeira fase da categoria Masculino do Oi Rio Pro, realizada na quinta-feira, 23 de junho, começou com o brasileiro Ítalo Ferreira

  O Oi Rio Pro segue com força total nesta quinta-feira, 23 de junho. A competição, válida como sétima etapa do CT

Conforme as previsões apontava, o mar subiu em Itaúna nesta quinta-feira, 23 de junho, primeiro dia de disputas do Oi Rio Pro, sétima etapa do CT 2022.

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Agende sua aula